Corinthians pressiona Pato em busca de uma reação
Camisa 7 vive relação delicada com a Fiel Torcida (Foto: Agência Corinthians)

Mais uma vez o atacante Alexandre Pato deixou técnico e torcida insatisfeitos. Na partida contra o São Bernardo, no último sábado (25), o atacante foi sacado por Mano Menezes no segundo tempo e saiu sob vaias dos torcedores presentes no estádio. Incomodado com a situação, o camisa 7 se defendeu durante entrevista.

"Eu não jogo sozinho, eu jogo com mais dez, não depende só de mim. Tento fazer o que o treinador pede" afirmou o jogador.

Após esta declaração, o jogador foi repreendido por seu colega de equipe, Paulo André. O capitão corinthiano disse que as críticas ao grupo não devem ser feitas através da imprensa e, sim, internamente, com cada jogador assumindo a sua responsabilidade.

A fala do atacante também não passou em branco pelo técnico Mano Menezes que, ao ser questionado sobre o atacante, declarou: "Não acho que ele é tão indiferente, mas a pressão aumenta e, nessa hora, não se pode transmitir a sua responsabilidade para os outros. No momento de resultado negativo é mais necessário ainda que cada um pegue a sua responsabilidade”.

Em 2013, Pato teve um tratamento mais ‘leve’ em relação a este ano por estar voltando ao Brasil após anos como jogador do Milan e ter de se readaptar ao país. O período de readaptação passou e, agora, com as mudanças pelas quais o clube passou – desde o técnico até diretoria de futebol – a pressão em torno do atacante começa a aumentar. A ideia é que o desconforto com a situação faça com que o jogador tenha um melhor desempenho, algo que não vem acontecendo nas últimas partidas.

No ano passado, após a eliminação do Corinthians na Copa do Brasil diante do Grêmio, o clube tentou negocia-lo, porém a única proposta recebida não agradou, fazendo com que uma nova aposta no sucesso de Pato fosse feita.

VAVEL Logo