Mesmo do banco, Marlone aprova primeiro contato com a torcida
Marlone ficou no banco contra a URT (Foto: Superesportes MG)

O meia Marlone, uma das contratações do Cruzeiro para 2014, ficou no banco na partida do último domingo, contra a URT, no Mineirão. Mas mesmo do banco, Marlone comemorou a oportunidade de sentir o clima do Mineirão e vestir a camisa celeste. 

“O primeiro contato foi muito importante, colocar o uniforme do Cruzeiro, sentir o contato da torcida... Para mim, estreei, não importa ter entrado em campo ou não. Só de estar ali, foi motivo de orgulho”, afirmou o meia. “Foi de arrepiar ter o primeiro contato no Mineirão. O primeiro contato com a torcida foi fundamental. Mesmo não entrando em campo, fiquei muito feliz”, acrescentou.

Marlone se diz ansioso para entrar em campo pela primeira vez com a camisa celeste. “Fica aquela ansiedade, mas cabe ao professor Marcelo. Ele está na beira do campo e quando achar o momento certo para eu entrar, estarei preparado. Estou um pouco ansioso, mas é normal. Espero estrear bem e, quem sabe, com gol”, disse.

Marlone espera aproveitar as chances a serem dadas por Marcelo Oliveira e mostrar que tem condições de ser titular. “Quero chegar no sapatinho, sem empurrar ninguém, até porque a base foi mantida. Se falar que não quero ser titular, estarei sendo hipócrita. Quero aproveitar quando tiver oportunidade e ter sequência”, disse o meia.

Marlone deve estrear no próximo sábado, quando o Cruzeiro vai encarar a Caldense, às 19h30m (de Brasília), no Ronaldão, em Poços de Caldas. O meia deve ficar no banco novamente, pois o técnico Marcelo Oliveira já confirmou que deve manter a equipe que venceu a URT na estreia.

VAVEL Logo