Pelo Gauchão, Juventude e Cruzeiro-RS empatam no Alfredo Jaconi

Juventude e Cruzeiro-RS se enfrentaram nessa quinta (30), pela quarta rodada do Campeonato Gaúcho, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Vindo de duas vitórias consecutivas fora de casa ante São Luiz e Pelotas, o Ju tentava conquistar os primeiros pontos em casa. Já o time porto-alegrense chegava de um empate, em casa, diante o Veranópolis. O confronto acabou em 1 a 1. Leandro Rodrigues abriu o placar para o Cruzeiro no primeiro minuto e Zulu empatou, de pênalti, no segundo tempo.

Geraldo Delamore decidiu permanecer com Mika, após as duas vitórias consecutivas. O atacante Douglas, titular na estreia diante o São Paulo-RS, se manteve no banco de reservas. Se Delamore fez o básico, Luis Antônio Zaluar surpreendeu: postou uma equipe com três zagueiros, diferente das três primeiras rodadas. Claudinho, zagueiro, no lugar do volante Alexandre, que sentiu um desconforto. Márcio Bambu também sentiu desgaste, e foi substituído por Leandro Rodrigues, outro centroavante. 

Antes da bola rolar, os alviverdes ocupavam a quarta colocação do grupo A com seis pontos. Já o Cruzeiro era o quinto do grupo B, com quatro pontos. Com um ponto conquistado para cada lado, o Ju manteve a quarta posição. Já o Cruzeiro conquistou a terceira colocação do grupo B.

Na próxima rodada, o Juventude recebe o Grêmio no Alfredo Jaconi, no domingo (2), buscando a primeira vitória em casa nesse Campeonato Gaúcho. Já o Cruzeiro-RS visitará o Internacional em local indefinido.

Surpresa do Estrelado no primeiro minuto

Logo no primeiro minuto, Leandro Rodrigues mostrou o cartão de visitas do Cruzeiro. Abu abriu para Thiago Matos avançar com liberdade, e cruzar para o centroavante testar no ângulo de Fernando.

Depois disto, completo domínio alviverde. As principais ações ofensivas saíram dos pés de Rodrigo Heffner, lateral-direito do Juventude. Aos 22 minutos, cruzamento dele para o baixinho Rogeirinho cabecear e obrigar o goleiro Fábio a defender. Já aos 28, também foi Rodrigo Heffner quem tabelou com Diogo Oliveira, invadiu a área e bateu forte para Fábio fazer ótima defesa. No rebote, Rogeirinho cabeceou na trave.

A única chance do Cruzeiro pós-gol se deu em um contra-ataque rápido, o qual Vanderson soltou uma bomba de fora da área, assustando Fernando e a papada. Nos últimos segundos da primeira etapa, Zulu tabelou de cabeça com Rogeirinho e isolou.

Zulu empata de pênalti, porém Juventude não consegue a virada

O Juventude permaneceu pressionando na segunda etapa, agora, principalmente, com Diogo Oliveira. Aos três e cinco minutos, arriscou de fora da área, obrigando o goleiro Fábio a defender em dois tempos. Aos 11, foi Zulu quem quase marcou em duas oportunidades. Dessa vez, no mesmo lance. Julinho cruzou aberto na segunda trave, Diogo testou para o meio e Zulu chutou de primeira. Fábio fez ótima defesa, e no rebote, o centroavante alviverde testou nas mãos do goleiro, que estava caído. 

Aos 22, Douglas fez jogada individual pela esquerda e foi derrubado por Glênio na área. Zulu, o artilheiro alviverde nas últimas três temporadas, bateu bem e empatou o confronto. Com o gol, o Juventude aparentou conformidade e não demonstrou o mesmo ímpeto ofensivo.

O Alviverde só voltou a assustar aos 42 minutos, quando, em bola parada, Julinho cruzou e contou com um desvio de Carlão para assustar Fábio. Nos minutos finais, a equipe de Caxias tentou a vitória na base da bola área, porém não obeteve sucesso, e saiu vaiada de campo.

VAVEL Logo