Bahia perde para o Santa Cruz por 2 a 1 e depende de tropeço do CSA para se classificar
Rhayner, autor do único gol do Bahia na partida. Atacante saiu furioso com arbitragem (Foto: Reprodução / Super Esportes)

"Entrou água", gíria baiana que quer significar que algo desandou. Assim foi com o Bahia. O Tricolor necessitava do triunfo contra o Santa Cruz na tarde desde domingo (02), em Caruaru (por conta da confusão da torcida do Santinha no ano passado, contra o CRB), para garantir a sua classificação antecipadamente na Copa do Nordeste, mas perdeu por 2 a 1 e agora depende de um triunfo do Vitória da Conquista contra o CSA.

O primeiro gol do Santa Cruz saiu aos 25 segundos de jogo, na primeira investida do Santinha pela direita. Flávio Caça Rato disputou bola com Lucas Fonseca, que acabou recuando a bola para Titi. O zagueiro do Bahia foi mal, e a bola sobrou para Luciano Sorriso, que bateu sem chances para Marcelo Lomba. O Santa Cruz abria o placar. Sete minutos depois, o que era ruim, ficou pior. Fahel entrou duro no adversário, após ter perdido a bola e recebeu cartão vermelho direto.

A sensação dos torcedores do Santinha era de que a partida ficaria mais fácil, mas o Bahia conseguiu reconstituir e adaptar-se ao jogo, embora estivesse sofrendo com a dificuldade da troca de passes da defesa para o ataque.

Na segunda etapa, novamente, o Santa Cruz abriu o placar logo no ínicio: aos 4 minutos. Pelo lado direito, Raul avançou e chutou na saída de Marcelo Lomba. Santa Cruz 2 a 0.

Mais uma vez, o time pernambucano tinha a convicção de que venceria sem problemas, mas, como ocorreu no primeiro tempo, o Bahia conseguiu se recompor na partida e passou a chegar ao ataque com intensidade e o seu jogo fluia. Assim, Rhayner diminuiu aos 17 minutos, depois de ter perdido um gol feito na cara do goleiro do Santa, Tiago Cardoso. Santa Cruz 2 a 1 Bahia.

Com esperanças de um empate, os torcedores do Bahia acreditaram até o fim. O jogo se arrastou até o fim, com triunfo do Tricolor de Pernambuco.

VAVEL Logo