Náutico e Sport fazem "clássico dos desesperados" no Nordestão
(Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Na noite deste domingo (2), o Náutico receberá o Sport na Arena Pernambuco para a disputa do segundo Clássico dos Clássicos na história do novo estádio - no primeiro, válido pela Copa Sul-Americana de 2013, o Timbu venceu o Leão por 2 a 0, mas sucumbiu nos pênaltis. Desta vez, o confronto será pela Copa do Nordeste de 2014.

O Náutico, apesar de ser o vice-líder do grupo D, vem fazendo uma campanha bastante irregular até o momento: uma vitória, um empate e uma derrota em três jogos. Com quatro pontos, praticamente tirará o arquirrival da disputa do Nordestão se sair vitorioso no duelo de hoje.

O técnico Lisca comandou um treino fechado na manhã de sábado (1) e procura manter mistério sobre a escalação do Alvirrubro para a partida. Evidentemente, o treinador deve fazer mudanças em relação ao time que foi derrotado pelo Botafogo da Paraíba na última quinta-feira (30), na mesma Arena Pernambuco.

Levando em conta as atuações no encontro com o Belo, os jogadores com mais chances de serem sacados do time são o lateral-esquerdo Gerley e o atacante Marcelinho. No meio-campo, a expectativa fica por uma possível estreia do meia Pedro Carmona. Se Carmona for titular, Lisca deve colocar Zé Mário na lateral-esquerda, como fez no 2º tempo do jogo ante o Bota-PB.


Lisca é cauteloso quanto à divulgação da escalação do Náutico e mantém mistério (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Vale lembrar que mais jogadores estão à disposição do técnico: o atacante Paulo Júnior e o goleiro Alessandro, apresentados e regularizados na última semana.

Os 11 iniciais do Timbu do Capibaribe devem ser compostos por: Gideão; João Ananias, William Alves, Flávio, Gerley (Zé Mário); Elicarlos, Rodrigo Possebon, Zé Mário (Pedro Carmona), Yuri; Marinho e Marcelinho (Hugo).

Com um jogo a mais que o rival, o Sport Recife soma apenas dois pontos em quatro partidas e precisa desesperadamente da vitória para seguir com chances de se classificar à fase de mata-mata da competição regional. Os rubro-negros buscarão sua primeira vitória no certame. Caso isto aconteça, os leões ultrapassarão os timbus na classificação e ganharão ânimo para o confronto da última rodada, na Ilha do Retiro, contra o Botafogo-PB.

Agora comandado de forma interina pelo preparador físico Eduardo Baptista - Geninho foi demitido após a derrota para o Guarany-CE em Sobral -, o Leão da Praça da Bandeira terá sérios problemas para montar o time o qual defrontará o Náutico na Arena.

Rodrigo Mancha e Érico Júnior sentiram uma indisposição estomacal em Sobral e são dúvidas para a partida, assim como Igor. Este, por sua vez, sentiu dores na coxa esquerda. Os desfalques já confirmados são o uruguaio Robert Flores (contusão na coxa) e o volante Ronaldo (suspenso por ter sido expulso no jogo contra o Guarany de Sobral). O meio-campista Aílton e o zagueiro Durval, poupados do jogo anterior, têm grandes chances de serem relacionados para o clássico.

A provável escalação deve ser a seguinte: Magrão; Patric, Oswaldo, Durval, Marcelo Cordeiro (Igor); Rithely, Rodrigo Mancha (Naldinho), Aílton, Everton Felipe; Felipe Azevedo e Neto Baiano.

Com hora marcada para as 18h30m (horário local), o terceiro clássico mais antigo do Brasil será apitado por Emerson Sobral, um velho conhecido dos pernambucanos.

VAVEL Logo