Santa Cruz completa 100 anos de glórias
100 anos do Santinha (Arte: Divulgação/ Santa Cruz)

Há exatos 100 anos, nascia um dos tricolores mais importantes do esporte bretão. Sem restrição de cor, raça ou classe social, o Santa Cruz conseguiu juntar uma massa que se transformou em patrimônio cultural de Pernambuco.

Neste dia 03 de fevereiro, a Cobra Coral se junta aos rivais Náutico e Sport, se tornando o terceiro clube centenário da capital. De fato, são 100 anos de muito fervor, fervura e alegria tricolor. O Santa Cruz, como vários jogadores que passaram pelo clube podem garantir, é um time que não se esquece. Uma vez vestindo o manto Coral, jamais se livrarás das três cores agregadas na pele. 

Da origem no bairro da Boa Vista, o Time do Povo atravessou o século XX lutando para não só conquistar glórias em campo, mas, sobretudo galgar o acréscimo patrimonial na concretização da tão desejada mobilidade social, ideal maior de justiça do povo brasileiro, carregando na sua história uma natural similitude com a disseminação e desenvolvimento da sua apaixonada torcida, cada vez maior na região e no país e, com forte inserção em todas as dimensões da sociedade. 

Após uma jornada bastante escura e com queda livre, o Santa chegou à última divisão do futebol nacional, a recém-criada Série D. O clube na época praticamente fechou as portas, porém, com a força única de sua torcida, como uma fênix, a Cobra Coral ressurgiu e demonstrou que ainda não existe cura para o seu veneno. Em 2011, 2012 e 2013, foram três campeonato pernambucanos e, no último ano, o primeiro título nacional da história do Santa Cruz com a conquista da Série C. 

VAVEL Logo