Léo marca duas vezes e Cruzeiro vence América-MG no Mineirão

Neste domingo (09), Cruzeiro e América-MG entraram em campo pelo Campeonato Mineiro e, mesmo com o time recheado de reservas, a Raposa conseguiu mais um triunfo no Mineirão e manteve a invencibilidade na temporada. Com zagueiro Léo vivendo noite de atacante, o time celeste não teve dificuldades para despachar o Coelho no primeiro clássico da temporada.

Visando a estreia na Libertadores na próxima quarta-feira, Marcelo Oliveira entrou em campo com apenas um titular: o goleiro Fábio. De resto, o treinador cruzeirense utilizou bem o vasto elenco que tem à disposição. Jogadores como Wallace, Luan, Tinga e Léo faziam seus primeiros minutos na temporada.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou a 10 pontos e seguiu na ponta da tabela junto com o Boa Esporte. Já o Coelho, segue sem vencer no campeonato com apenas dois pontos ganhos. Na rodada seguinte, a Raposa tem o clássico contra o Galo pela frente, enquanto o América-MG vai à Sete Lagoas enfrentar o Minas Futebol.

Bola aérea e eficiêcia de Léo colocam Raposa em vantagem

Em uma primeira etapa dominada pelos reservas do Cruzeiro, foi a bola aérea que decidiu. Depois de muito tentar com Willian, Mayke e Marlone pelos lados do campo em velocidade, foram as cobraças de falta que colocaram o time celeste na frente. Já o Coelho, estava com um meio campo muito desorganizado e não conseguiu incomodar Fábio, a não ser em chutes de longe.

A primeira tentativa de finalização foi do América-MG. Logo aos 6, Willians arriscou de longe para boa defesa de Fábio, que mandou para escanteio. Pouco depois, o Cruzeiro respondeu. Mayke fez boa jogada, cruzou para Marlone que ajeitou para Julio Baptista. Na hora da finalização o camisa 10 mandou por cima do gol. A dedicação do "time B" da Raposa era evidente. Aos 26, Mayke cruzou de maneira perfeita para Julio cabecear, e o atacante desperdiçou mais uma em grande defesa de Matheus.

A insistência do time celeste era grande, até que saiu o primeiro gol. Willian cobrou falta na área, Léo subiu mais alto que os adversário e testou pro fundo do gol abrindo o marcador. No lance seguinte, Willian recebeu em profundidade e carimbou a trave. Ainda na primeira etapa, o Cruzeiro repetiu a fórmula do primeiro gol para ampliar. Willian fez novo levantamento e Léo foi mais espero que Matheus, marcando o segundo gol da equipe celeste.

Cruzeiro apenas administra o placar com boa atuação

Com a partida praticamente ganha, o Cruzeiro criou boas chances na etapa final, mas por fim tentava mesmo era administrar o placar. Mesmo com time reserva, a Raposa dominou o time adversário com propriedade e mostrou a força do elenco para a temporada. Marlone e Tinga, melhores em campo.

As alterações de Marcelo Oliveira tentaram mantera velocidade da partida, mas o placar já decidido impediu uma maior dedicação do time celeste. Elber, Alisson e Eurico, todos revelados pela base da Raposa entraram e se destacaram em contra-ataques. Ambos serão úteis ao longo da temporada, com quatro competições.

Chances de aumentar o placar foram poucas. Julio Baptista teve duas grande oportunidades mas parou nos braços do goleiro Matheus. Primeiro aos 21, em cruzamento de Marlone, depois em jogada individual pela esquerda. Élber, que entrou colocando velocidade no lado direito, também fez com que o goleiro americano fizesse uma boa defesa.

VAVEL Logo