Com gol de ex-Tricolor, Ponte Preta vence o São Paulo em Campinas

Em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Paulista, a Ponte Preta venceu o São Paulo por 2 a 1. Pela Macaca, Silvinho e Alemão fizeram, enquanto Tricolor descontou com Rogério Ceni, de pênalti. O jogo, no entanto, foi bastante fraco, com emoção apenas nos começos dos tempos.

Com o resultado, a Ponte Preta consegue sua terceira vitória seguida e fica na segunda colocação no grupo C do Campeonato Paulista, com 12 pontos, 4 atrás do Santos. Já o São Paulo continua na liderança do Grupo A, só que com 12 pontos, 3 à frente da Penapolense, que ainda joga na rodada.

Na próxima rodada, o Tricolor enfrenta a Portuguesa, sábado, às 21h, no Morumbi. A Ponte Preta terá pela frente o Atlético Soracaba, fora, também no sábado, às 19h30. As duas equipes brigam por vaga na próxima fase em seus grupos e são favoritas a conquistarem.

Primeira etapa fraca e com gol da Ponte do fim

O calor, como em todo o estado de São Paulo, era bastante forte em Campinas. Os termômetros marcavam 35 graus. No entanto, nos primeiros quinze minutos da partida, os jogadores - pelo menos do São Paulo - não se intimidaram com o sol no Interior. O Tricolor começou muito bem, com boas chegadas de Álvaro Pereira pela esquerda. Sempre que o uruguaio atacava, o estreante Souza fazia a cobertura eficientemente, dando liberdade ao lateral esquerdo.

Mesmo com boas chegadas de Álvaro Pereira no ataque, as melhores jogadas do São Paulo aconteceram em escanteios, muito em função da ausência de Luís Fabiano nas jogadas de linha de fundo. Em um desses escanteios, aos 6, Pereira cruzou e Antônio Carlos cabeceou livre, quase abrindo o placar.

O Tricolor continuou bem melhor que a Macaca. Aos 11 minutos, novamente Pereira avançou pela esquerda, cruzou e Ademilson que, desequilibrado, não conseguiu dominar. A bola sobrou para Pabón, que chutou forte para o desvio do zagueiro. No escanteio, Pabón colocou na cabeça de Antônio Carlos que, na pequena área, cabeceou por cima.

Depois disso, o jogo ficou bem truncado, com vários erros de passes e chegadas desastrosas, principalmente do São Paulo, pois a Ponte não atacava, tanto que Rogério Ceni não fez nenhuma defesa na primeira etapa.

Aos 37 minutos, no entanto, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Diego Sacoman que, de perna direita, bateu forte. A bola passou raspando a trave o gol de Rogério Ceni.

A Ponte então resolveu chegar mais uma vez, e deu certo: em cruzamento na área pela direita, Rodrigo Caio tirou mal e a bola sobrou para o ex-jogador do São Paulo, Silvinho, que dominou, girou e bateu de esquerda no canto de Rogério. Com isso, o primeiro tempo terminou sem grandes emoções, mas com 1 a 0 para a Ponte no placar.

Ponte é melhor e vence a partida

O calor na cidade de Campinas só aumentou na segunda etapa. Com isso, esperava-se um segundo tempo fraco, semelhante ao primeiro. Porém, nada disto aconteceu. A Ponte Preta voltou bastante diferente, colocando muita velocidade e chegando constantemente ao gol defendido por Ceni.

Aos 3 minutos, Fernando Bob avançou, driblou, levou aos trancos e barrancos e, quando chegou dentro da área, tentou o chute, mas furou. Mesmo com a Ponte melhor, quem fez o gol foi o São Paulo. Aos 10, Álvaro Pereira recebeu na área e foi derrubado por Ademir. O árbitro não hesitou e marcou o pênalti. Na cobrança, Rogério Ceni bateu no meio do gol e empatou.

Logo depois do empate, o mesmo Pereira, que havia sofrido o pênalti, derrubou Silvinho na entrada da área, quase dentro dela. Na falta, o cruzamento veio na cabeça de Alemão, que testou para o chão. A bola quicou e morreu no fundo do gol de Ceni, desempatando o jogo em 2 a 1.

A Macaca continuou bem melhor que o Tricolor, tanto que Ademir, aos 18 minutos, avançou e chutou no canto. Rogério fez uma grande defesa. Depois de vinte minutos de bom futebol, o jogo caiu muito de rendimento, sem grandes jogadas de nenhuma das duas equipes.

Aos 35 minutos, após escanteio, César cabeceou e Rogério fez defesa fantástica. Depois disso, não aconteceu mais nada na partida e a Ponte Preta saiu vitoriosa.

VAVEL Logo