Em pontas opostas da tabela, Figueirense e Avaí fazem o clássico de Florianópolis
Último clássico ainda está vivo na lembrança de avaianos e alvinegros: 4 a 0 pro Figueirense, em plena Ressacada (Foto: Luiz Henrique/FFC)

"Clássico é clássico e vice-versa". Não existe frase mais batida no futebol e o torcedor avaiano se agarra nisso para ter esperanças no clássico de hoje, já que o Avaí é lanterna e visita o seu arquirrival Figueirense, que é o líder do Catarinense 2014. Além disso, no último confronto entre as equipes o Figueira fez 4 a 0, na Ressacada, e a partir daí arrancou para o acesso para a Série A.  Para piorar, o Leão da Ilha ainda demitiu o técnico Emerson Nunes após derrota dentro de casa para o Brusque. O novo técnico Paulo Turra só vai observar a equipe nos camarotes do Orlando Scarpelli.

O jogo acontece no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, a partir das 18:30 e terá transmissão em tempo real do Vavel Brasil. A arbitragem para o clássico será de Paulo Henrique de Godoy Bezerra.

Vinicius Eutrópio prega pés no chão

A situação do clássico deste domingo (16) é inversa a partida que terminou 4 a 0 para o Figueira: naquela época o Avaí estava em quarto lugar, enquanto o Furacão ocupava a 10ª posição e jogava suas últimas fichas para tentar o acesso. E conseguiu. Dessa vez, o desespero é avaiano. O técnico do Figueirense, Vinicius Eutrópio, pediu respeito à equipe do Avaí e citou a vitória do seu time no último clássico para explicar o porquê "a gente tem que respeitar muito, sabemos que não existe essa questão do mando. 2013 foi exemplo, temos que rechaçar isso, ter pé no chão, respeitar e saber que o clássico é decidido em detalhes". Eutrópio também pediu cuidado de seus jogadores em fazer faltas próximas da área, citando Marquinhos e Cleber Santana como jogadores excelentes em cobranças nessa posição.

Mas, o Figueira também tem seu especialista em cobrança de faltas: Marcos Assunção, que na última partida (3x0 Joinville) deu três assistências, que partiram em cobrança de bola parada. E ele está confirmado para o clássico. A única dúvida do técnico Vinicius Eutrópio é Rivaldo, que sentiu a coxa na última partida. Assim, o time do Figueira deve jogar com: Tiago Volpi; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno, Marquinhos Pedroso; Rivaldo (Nem), Marcos Assunção, Wesley; Dudu, Everton Santos, Lúcio Maranhão.

 

Avaí dá sua última cartada buscando classificação

Lanterna do campeonato, com apenas uma vitória em seis jogos, o Avaí tem chances pequenas de avanças ao quadrangular semifinal do Catarinense. Emerson Nunes já foi sacado do cargo de técnico e o novo treinador, Paulo Turra, ficará apenas nas tribunas para observar a equipe. Assim, Raul Cabral, auxiliar técnico, é quem comandará a equipe. Assim, para o Leão, só resta vencer o Figueira para dar uma satisfação ao torcedor, que tem traumas do último confronto entre as equipes.

Para o clássico, o atacante Paulo Sérgio já tem condições físicas, mas deve começar apenas no banco de reservas. O Avaí deve repetir a escalação que perdeu para o Brusque, na última quinta (13) com Diego; Bocão, Antônio Carlos, Bruno Maia, Eduardo Neto; Eduardo Costa, Tinga, Cleber Santana, Marquinhos; Roberto, Betinho.

Foto 1: Mafalda Press. Foto 2: Edu Cavalcanti

VAVEL Logo