Marcílio Dias goleia o Juventus e respira no Catarinense

A partida decidiria quem sonharia com a vaga no quadrangular final do Campeonato Catarinense e quem poderia dar adeus à disputa. Marcílio Dias e Juventus se enfrentaram neste domingo (16), no fechamento da rodada, e quem se deu melhor foi o Marinheiro: 4 a 0, e a equipe encosta no grupo dos que vão à segunda fase.

Agora, o Marinheiro enfrenta o Criciúma, na casa do adversário, na quarta-feira (19). Já o Moleque Travesso visita o Metropolitano no mesmo dia. Ambas as partidas são válidas pela sétima rodada do estadual.

Marcílio conta com começo avassalador para abrir 2 a 0

Mal deu tempo para os torcedores conseguirem achar um lugar no estádio Hercílio Luz e as redes já balançaram: aos 4 minutos, Anderson Lopes fez jogada individual, driblou o zagueiro e encheu o pé para abrir o placar e correr para o abraço, 1 a 0. A torcida ainda comemorava o tento quando Schwenck, dois minutos mais tarde, aproveitou cruzamento de Márcio Careca e resvalada de Toninho na bola para acertar a cabeçada e ampliar o marcador: 2 a 0.

Mesmo na frente, o time da casa continuou pressionando, acertando a trave defendida por André aos 10 minutos após tentativa de Schwenck. Thoni também passou perto de marcar em cobrança de falta. O Juventus apenas observava o adversário controlar a partida, conseguindo uma única chance de perigo, salva pelo zagueiro Diego Bispo.

Aos 42, Anderson Lopes chuta forte, a bola bate na trave e no rebote o goleiro André salva mais uma vez. Passado o domínio massivo do Marcílio Dias, deu-se como encerrado o primeiro tempo: 2 a 0.

Juventus não se acerta em campo e vê a rede balançar outras duas vezes

A equipe grená parecia que iria voltar melhor; conseguiu assustar a torcida presente no primeiro minuto em jogada veloz. Mas foi pouco: aos 7 minutos, o Marcílio voltaria a balançar as redes. Bola espirrada na área e Schwenck aproveita desvio de Diego Bispo para marcar de cabeça o terceiro gol.

William era o único que tentava no abatido Juventus, e na única chance da equipe na etapa final, explodiu seu chute no zagueiro Toninho. O jogo foi esfriando, com o Marcílio administrando o tempo e o time visitante contando com a derrota.

Ainda daria tempo para, aos 37 minutos, Tauã fazer jogada individual, invadir a área e bater forte para dar números finais à partida. Schwenck ainda passou perto de fazer seu terceiro, mas Ronan Marques da Rosa encerrou o jogo com o 4 a 0 no placar. Juventus fora, Marcílio ainda sonhando com o quadrangular.

VAVEL Logo