Jogadores e torcedores do Atlético-MG se solidarizam com Tinga
(Foto: Reprodução / Superesportes) Tinga começou a carreira com Ronaldinho no Grêmio
Na quarta-feira (12), partida em que o Cruzeiro estreava pela Libertadores da América, o jogador Tinga sofreu atos de racismo no Peru, vindos da torcida do Real Garcilaso. Neste domingo (16), o time celeste enfrentou seu maior rival, Atlético-MG, partida que resultou em 0 a 0. Antes do jogo no estádio Independência, Tinga recebeu solidariedade vindo dos jogadores e dos torcedores do Galo. 
 
As manifestações dos torcedores foram através de faixas e um mosaico com uma bandeira preta e outra branca. 
 
Não foram só os jogadores e os torcedores do Atlético-MG que repudiaram o preconceito com o jogador celeste. O presidente do clube, Alexandre Kalil, na quarta-feira (12) postou em sua página oficial do twitter sua indignação com o racismo vindo dos peruanos. ‘’ Racismo na Libertadores?... Me tiraram o prazer da derrota do Cruzeiro. Lamentável!’’
 
 
O Cruzeiro enfrentará o Guarani nesta quarta (19), às 22h (Brasília) pelo Campeonato Mineiro, no Mineirão. 
VAVEL Logo