Valcke cancela coletiva no Beira-Rio e resolução do impasse fica para quinta-feira
(Foto: Reprodução/ Ivo Gonçalves / PMPA)

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, desembarcou em Porto Alegre, na tarde desta segunda-feira (17), para se reunir com membros da prefeitura de Porto Alegre, dos governantes do estado e com o presidente do Internacional afim de resolver o impasse sobre as estruturas temporárias do Beira-Rio para os jogos da Copa do Mundo.  Havia sido combinado, que após a reunião, Valcke concederia uma entrevista coletiva no Beira-Rio, porém o mesmo comunicou que não falará com a imprensa até o final da semana, quando a presidente Dilma estará no Estádio para cerimônia de inauguração, e no mesmo dia será resolvido e anunciado o que foi decidido sobre o caso.

Após a declaração polêmica de Giovanni Luigi, presidente do Inter, afirmando que Porto Alegre corria grande risco de perder a Copa do Mundo de 2014, a entidade máxima (FIFA), divulgou uma nota oficial para maiores esclarecimentos. Confira a nota na íntegra:

"Fifa e COL gostariam de reiterar que não está em discussão se Porto Alegre será ou não sede da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. O Beira-Rio está pronto para receber partidas de futebol. A questão é a transformação do estádio para receber jogos da Copa do Mundo da FIFA. Todas as partes estão compromissadas e trabalhando com empenho para encontrar uma solução para a questão das estruturas complementares".

O prefeito de  Porto Alegre, José Fortunati, e o próprio presidente do Internacional, após reunião e nota divulgada pela FIFA, também trataram de acalmar os torcedores e assim como a entidade, garantiram a realização dos jogos na capital gaúcha:" Não existe esse risco. Na quinta-feira, Inter, prefeitura, governo e Fifa vão anunciar a decisão".

- O Beira-Rio estará na Copa. Foi uma reunião rápida, mas o Inter já considera que fez sua parte, reformando o Beira-Rio e cedendo o Gigantinho e o edifício-garagem. Agora, é uma questão governamental - pondera o mandatário colorado.

VAVEL Logo