Questionado sobre hábito, Cavalieri responde: 'Quando fazem shows ninguém fala nada'
Diego Cavalieri: "Não tem nada de superstição. É para ter referência do posicionamento" (Foto: Divulgação/Fluminense FC)

O goleiro do Fluminense e também cotado para a Seleção, Diego Cavalieri, se sentiu surpreso com a repercussão que seu hábito de fazer uma marcação na linha da pequena área deu. O camisa 12 tricolor garante que continuará fazendo esta 'tática de posicionamento'. O jogador ainda fez uma reclamação sobre shows e eventos que ocorrem no estádio.

"Fiquei sabendo (da repercussão). Sempre fiz, é uma maneira de me posicionar, uma tática. Não tem problema algum, se criou muita coisa em cima disso. Desde novo aprendi assim. É simples, não tem nada de mais. Não vou mudar. É estranha essa preocupação. Quando fazem shows e eventos ninguém fala nada", disse. Também perguntado sobre surperstição, o arqueiro completou: "Não tem nada de superstição. É para ter referência do posicionamento."

No treinamento da manhã desta sexta-feira (20), Renato Gaúcho brincou com a situação. O técnico fingiu estar cavando um buraco com os pés, o que provocou risadas de alguns jogadores.

Antes da partida contra o Botafogo, no domingo (23), o Fluminense ainda treina neste sábado (22), às 9h da manhã, nas Laranjeiras.

VAVEL Logo