Guarani-MG negocia dívidas com Ministério da Fazenda e recebe Certidão Negativa
Débito chegou a casa dos R$ 400 mil e foi negociado em parcelas (Foto: Tatiana Santos/VAVEL Brasil)

Um dos grandes problemas do futebol atual está fora das quatro linhas: as dívidas com o Ministério da Fazenda. E hoje muitos clubes sonham com essa vitória fora de campo, com a negociação desses débitos junto ao governo.  O Guarani-MG já deu o primeiro passo e começa a ter motivos para comemorar. Foi emitida na segunda-feira (17) a Certidão Negativa com efeito positivo. O documento significa que a dívida do Bugre com o órgão passou por uma negociação para que fosse quitada em parcelas.

As intervenções para o pagamento da dívida começaram em outubro, visando o parcelamento das dívidas previdenciárias e fazendárias pelo Refis (Programa de Recuperação Fiscal).  O programa é um regime opcional para parcelamento de dívidas fiscais de pessoas jurídicas com órgãos como a Secretaria da Receita Federal – SRF, Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – PGFN e Instituto Nacional do Seguro Social – INSS. O processo foi iniciado de forma voluntária por membros do conselho do clube.

Atualmente, se somadas as dívidas previdenciárias e fazendárias chegam aos R$ 400 mil. O débito pode ser parcelado em até 180 meses em uma parte e outra com prazo máximo de 60 meses. Como algumas parcelas já foram pagas, a Certidão Negativa com efeito positivo foi liberada. Segundo o presidente do Guarani-MG, Gilson Morais, esta é apenas uma das metas da direção do clube: “Traçamos como objetivos no início da gestão, a liberação do Farião e a reestruturação administrativa do clube, essa certidão é mais uma vitória nesse caminho", comentou. 

VAVEL Logo