Sem marcar há cinco meses, Everton Costa desabafa: "Atacante vive de gols"
O jogador já está adaptado aos novos companheiros de equipe (Foto: Divulgação/Vasco)

Lá se vão cinco meses desde o último gol de Éverton Costa. Foi contra o Náutico, ainda com a camisa do Santos, no dia 19 de outubro de 2013. Um jejum que o atacante espera encerrar neste domingo (23), contra o Duque de Caxias, em São Januário. Apesar da tranquilidade aparente e do discurso de que o mais importante é ajudar a equipe, o camisa 17 não esconde a ansiedade.

"Primeiro penso em ajudar a equipe a vencer. Sei que o gol vai sair naturalmente. Se Deus quiser, espero marcar neste domingo. Está mesmo faltando um gol. Atacante vive de gol e tenho que marcar mesmo. Ajudar a minha equipe a sair com a vitória é o que importa.", frisou o atacante após o treino deste sábado, no CFZ.

Contratado em janeiro, junto ao Coritiba, por empréstimo de um ano, Éverton chegou a São Januário com o aval do técnico Adílson Batista. Foi o treinador que pediu o atacante ainda em 2013. Há três meses no clube, o reforço já se diz adaptado aos novos companheiros.

"A adaptação está boa. O Adílson já me conhecia, o Rodrigo (Caetano, diretor executivo de futebol) também. O treinador confia no meu futebol e está dando chance para todo mundo. Adílson coloca para jogar quem está melhor no momento.", resumiu Éverton.

 

DB

VAVEL Logo