Presidente da patrocinadora do clube, Celso Barros diz que não vai ajudar na contratação de jogadores
Celso Barros foi reeleito presidente da Unimed este ano (Foto: Cleber Mendes/LanceNet)

Fluminense necessita de reforços mas encontra dificuldades para fechar as negociações. Isso pode ser explicado pela postura do patrocinador do clube, a Unimed.Celso Barros, presidente da patrocinadora, tem uma relação bastante estremecida com o presidente do clube, Peter Siemsen, e deixou claro que não vai pôr mais um centavo para contratações em Laranjeiras.

"Sobre contratações, é melhor perguntar para o presidente do Fluminense, para o Tenório ou para o Renato Gaúcho. A Unimed é apenas a patrocinadora. Fazemos um investimento muito grande no clube e não temos condições de aumentá-lo por causa de contratações. Essa responsabilidade é de quem comanda o clube e gerencia o futebol. O Fluminense já tem Conca, Wagner e outros jogadores importantes. Só voltaremos a investir se sair alguém", afirmou Celso Barros.

Apesar deste discurso, Celso Barros mantém contato com Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Vasco. Caetano foi demitido do Fluminense em dezembro do ano passado logo após o rebaixamento, mas o presidente da patrocinadora não autorizou a demissão. Neste caso, o patrocinador estaria disposto a arcar com os custos do dirigente.

VAVEL Logo