Com gol de pênalti, Unión Española vence o Botafogo e garante classificação para próxima fase
Depois de uma semana marcada por protestos de seus jogadores, devido a salários atrasados, o Botafogo precisava da vitória para garantir vaga nas oitavas-de-final antecipadamente. O time visitante, Unión Española, também. As equipes, que são do grupo 2 da Copa Libertadores da América, se enfrentaram no Maracanã, na noite desta quarta-feira (02), pela 5ª rodada da competição. Como disse o zagueiro Bolívar, no fim da partida, o jogo foi marcado por um detalhe. Claramente superior durante os 90 minutos, o Botofago foi derrotado pelo time chinelo por 1 a 0. Canales foi quem marcou, de pênalti.
O confronto envolvia duas equipes que queriam a vitória para ficar mais tranquilo na última rodada da fase de grupos. Em meio à uma crise interna - o presidente alvinegro afirmou não ter como quitar dívidas com os jogadores - o Botafogo precisava da vitória também como um divisor de águas. A torcida botafoguense compareceu em peso no Maracanã, com 37. 945 pagantes e 43. 293 torcedores presentes, fez um belo mosaico para motivar sua equipe.

"Somos um só", dizia o belo mosaico formado pela torcida alvinegra (Foto: Reprodução/Twitter)

O Unión Española vinha de vitória, em casa, sobre o San Lorenzo, da Argentina, por 1 a 0. Buscava, além da classificação, a liderança do grupo 2. Visivelmente pior no quesito qualidade, a equipe chilena jogava apenas por uma bola, conseguiu seu objetivo e surpreendeu. Venceu novamente pelo placar mínimo e lidera o grupo com 9 pontos. O Botafogo, por sua vez, cai para segundo colocado, com 7 pontos.

Na próxima rodada, o já classificado Unión enfrenta o Independiente del Valle, em Santiago, no Chile. Já o Alvinegro, precisa de no mínimo um empate (desde que o Independiente não vença por mais de dois gols de diferença) e visitará o San Lorenzo, no Nuevo Gasômetro, na Argentina.
Primeiro tempo sem gols, mas com pressão do Botafogo
Com casa cheia e grande apoio da torcida, o Botafogo começou mandando no jogo. Já o Unión, entrou no jogo com uma proposta diferente, esperava o adversário atacar para tentar um contra-ataque. A estratégia, porém, não obteve sucesso. Demoraram apenas 4 minutos para o Botafogo dar um primeiro susto à defesa chilena. Em escanteio cobrado por Jorge Wagner, o goleiro Diego Sánchez saiu mal, a bola sobrou na frente da área para Marcelo Mattos. O volante chutou forte de primeira, mas o arqueiro do Unión Española se recuperou bem e defendeu em dois tempos.
O time da casa seguiu pressionando. Mesmo sem Ferreyra, o Alvinegro insistia na bola aérea. Com 24 minutos jogados, Lucas recebeu lançamento na direita, levou para a linha de fundo e cruzou na cabeça de Bolatti. O argentino, no entanto, cabeceou a bola para fora da meta. Além dos cruzamentos de Lucas, o Glorioso contava também com o talento de Jorge Wagner. Aos 26, o camisa 10 alvinegro lançou rasteiro para Wallyson, que ficaria livre para marcar. Porém, Sánchez saiu bem do gol despachando a bola para a lateral.
Já perto do fim da etapa inicial, o ataque alvinegro seguia tentando atingir a meta de Diego Sánchez. Aos 38, Lodeiro recebeu na intermediária e, de primeira, mandou no cantou do goleiro, que seguro, encaixou a bola. E 7 minutos depois, o mesmo Lodeiro voltou a chamar a atenção do sistema defensivo chileno. Na meia-lua, o meia ajeitou para a perna esquerda e bateu colocado, mas pela linha de fundo, mantendo o empate aos 45 minutos iniciais.
Botafogo perde chances e é 'punido' com gol de pênalti do Unión
O Botafogo começou a segunda etapa com tudo. Com 2 minutos apenas, o primeiro ataque. Em tabela pela direita, o lateral Lucas colocou a bola na cabeça de Henrique, mas o atacante concluiu mal. 4 minutos depois, a chance mais incrível perdida também por Henrique. Em sequência de erros da defesa do Unión Española, a bola sobrou limpa para o atacante, mas o jogador chutou em cima de Sánchez.
O clube carioca acabou punido depois das chances perdidas. Aos 24, em divida com Jaime na entrada da área, Julio Cesar derrubou o meia e o árbitro marcou pênalti. Em cobrança perfeita, Canales bateu no lado contrário de Jefferson e abriu o placar. 1 a 0 para o Unión Española, que só precisava de uma vitória para garantir vaga nas oitavas-de-final.
Após ter tomado o gol, o Botafogo tinha dificuldades para responder. Poucos minutos depois, em bola recebida a frente da área, Jorge Wagner bateu rasteiro no canto, mas para fora da meta. Ronny, jovem atacante vindo da base, entrou mal no lugar de Henrique e não conseguia acrescentar. Já Wallyson, sobrecarregado, tentava jogadas pela ponta esquerda, sem sucesso. Além de o time não estar bem, também tinha que ter paciência para chegar ao empate. O Unión, com a classificação encaminhada, tentava atrasar o jogo com as substituições.
Nos minutos finais, sentindo a falta do El Tanque Ferreyra, Dória e Bolatti se lançavam ao ataque. O meio-campo botafoguense ficou mais desorganizado e sem criatividade. Antes do apito final, Lodeiro e Wallyson tentaram cruzamentos. No primeiro, o goleiro Sanchez fez a defesa e, no segundo, a bola foi direta para a linha de fundo. Assim terminou, 1 a 0 para o Unión Española, classificado para as oitavas-de-final.
VAVEL Logo