Sidney Moraes comemora estreia com vitória do Náutico na Série B
Sidney Moraes: “O sentimento de vitória é muito bom, pois estamos em um início de trabalho.” (Foto: Divulgação / Náutico)

Feliz. Assim foi que estava o técnico Sidney Moraes após a vitória do Náutico, por 2 a 1, de virada, sobre a Portuguesa na noite desta quarta-feira (20), na Arena Pernambuco. No primeiro jogo a frente do comando da equipe alvirrubra Sidney avaliou o resultado como justo e convincente. Ele também reconheceu que a equipe precisará melhorar nos próximos jogos.

“Os jogadores estão de parabéns. Foi uma vitória muito boa, convincente, principalmente, pelo segundo tempo onde a equipe buscou o gol a todo momento. O torcedor deve ter percebido que o time já está com uma cara diferente e, sem dúvida, vai melhorar muito mais”, elogiou o treinador.

Durante o intervalo, Sidney Moraes resolveu modificar a equipe alvirrubra, que não tinha feito um bom primeiro tempo. No entanto, Sidney arriscou e fez logo três alterações. Segundo o treinador, as mudanças foram porque o time precisava ficar mais ofensivo e, além disso, ele foi obrigado a tirar o zagueiro Flávio, lesionado.

“A nossa primeira etapa foi de muita oscilação. Levamos um gol, que teve origem em uma falha do nosso time, e era preciso mudar a forma de jogar. Com isso, sentimos a necessidade de mudar e colocar uma equipe mais ofensiva. Além disso, ainda foi preciso tirar o Flávio por conta de uma lesão”, explicou.

Para Sidney, a vitória foi importante, pois dará mais tranquilidade para ele trabalhar. O treinador ainda falou da importância da não realização do jogo contra o Vasco, que foi adiado por conta da greve da Polícia Militar de Pernambuco (PM-PE). De acordo com o técnico, isso serviu para ele fazer algumas alterações na equipe.

“O sentimento de vitória é muito bom, pois estamos em um início de trabalho. Tivemos pouco tempo para treinar, mas ainda ganhamos uns dias a mais com o adiamento do jogo contra o Vasco, que foi muito importante para promovermos algumas mudanças”, falou.

Por fim, o treinador falou da volta do Náutico ao estádio dos Aflitos no jogo contra Avaí, no dia 27 de maio. A volta ao antigo estádio será porque a Arena Pernambuco, a partir de agora, ficará sob o cuidado da Fifa até o fim da Copa do Mundo. Sidney acha que os jogadores do Timbu sentirão um pouco por conta do tempo sem jogar nos Aflitos.

“Os Aflitos é um campo diferente. Quando o Náutico jogava lá sempre tirava proveito por conta da condição do gramado. Mas agora, até pelo tempo sem jogar no estádio, vamos sentir um pouco. Porém, por se tratar de nossa casa, o adversário vai sentir muito mais”, encerrou.

VAVEL Logo