Precisando vencer, Atlético PR e Coritiba fazem clássico longe da capital
Equipes fazem o clássico de número 322 na história (Foto: Coritiba/Divulgação)

Em busca da recuperação no Campeonato Brasileiro, Atlético-PR e Coritiba se enfrentam na tarde deste domingo (25), em partida válida pela sétima rodada do Brasileirão. E, pela quarta vez, o clássico paranaense acontece fora de Curitiba. Dessa vez, o jogo será realizado às 16h (de Brasília), no estádio Willie Davids, em Maringá, devido a punição que obriga o rubro-negro a mandar seus jogos a pelo menos 100 quilômetros da capital. 

Por medida de segurança, os clubes haviam acordado que o jogo teria torcida única, com acesso apenas para os atleticanos, mas o Ministério Público de Maringá voltou atrás e autorizou a entrada da torcida Coxa Branca também.

Os rivais estão próximos na tabela e precisam acabar com o jejum de vitórias para não se complicarem na competição. O Coxa ainda não venceu e, com quatro pontos ocupa a 18ª posição, na zona de rebaixamento. O Furacão saiu vitorioso apenas uma vez, ainda na primeira rodada e com apenas dois pontos a mais que o alviverde, é o 14º colocado.

As equipes vêm de empates da rodada anterior. O Coritiba recebeu o Internacional e terminou o jogo com o placar de 1 a 1. Já o Atlético, conquistou o empate pelo mesmo placar no apagar das luzes, contra o Corinthians, fora de casa.

Atlético sem técnico e com possível novidade

A equipe rubro-negra ainda não tem um substituto para Miguel Àngel Portugal, que deixou o clube no início da semana e, por isso, o técnico interino Leandro Ávila comanda o time até a parada para a Copa do Mundo. Ele já esteve a frente no jogo contra o Corinthians e mostra-se tranquilo com o cargo provisório.

"Eu, assim como os jogadores, estou com meu pé no chão, sou funcionário do clube, quero dar o meu melhor aqui. O futuro a Deus pertence", afirmou o treinador.

Para o clássico, Àvila esboçou dúvida com relação a entrada de Douglas Coutinho no lugar de Paulinho, a fim de tornar o time mais ofensivo. O atacante foi o autor do gol de empate na última partida e mostra-se disposto a ajudar a equipe contra o rival.

“Temos que entrar com muita vontade e atenção. Estamos preparados para não errar e conseguir a vitória, marcando bem e criando oportunidades de gol, então vamos lutar para vencer”, declarou Coutinho.

O único desfalque fica por conta do atacante Marcelo, que lesionou a coxa e ficará fora até a volta do Brasileirão, após a Copa do Mundo. Cléo, recém chegado do Japão, é a novidade entre os relacionados e aparece como seu substituto.

Sob pressão, Coxa joga 'campeonato a parte'

Precisando emplacar a primeira vitória no campeonato para se livrar da zona da degola, o Coxa vai entrar em campo pressionado. Sabendo disso, o técnico Celso Roth esboçou preocupação após mais um empate em casa.

"Estamos perdendo lances incríveis e esse é o sintoma de um time que não está maduro. Nos superamos em termos de entrega, mas tecnicamente estamos longe do que imaginamos", lamentou o técnico.

Nos treinamentos, Roth testou algumas possibilidades, como a entrada de Keirrison na vaga de Zé Eduardo e de Jajá na de Roni. No entanto, o treinador não confirmou a equipe que vai formar o onze inicial. Mas Luccas Claro retorna de suspenção e deve assumir novamente sua posição.

O capitão Alex afirmou que o time está encarando o clássico como um campeonato a parte, tanto no que diz respeito a tradição, quanto na necessidade de um bom resultado.

“Nosso campeonato é o Atletiba. Não adianta imaginar o jogo do Criciúma (na próxima rodada) se temos o Atlético. É um Campeonato Brasileiro à parte, tanto para nós quanto para eles. A gente sabe da história, da expectativa e da rivalidade. Podem esperar aguerrimento da parte de todos nós”, ressaltou o meia.

 

VAVEL Logo