Atacante Marcelinho é dispensado do Náutico
Marcelinho não é mais jogador do Náutico (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Após ser criticado publicamente pelo técnico Sidney Moraes, o atacante Marcelinho, que também havia supostamente discutido com o ex-treinador Lisca, teve o seu contrato rescindido pelo Náutico na noite desta segunda-feira (26).

Após uma reunião com a diretoria do clube, o jogador chegou a um acordo e encerrou seu vínculo com o Alvirrubro. A informação foi confirmada pelo diretor de futebol do Timbu, Paulo Alves, que apontou a má fase do centroavante como o fator primordial para a sua saída.

"O ciclo de Marcelinho no Náutico acabou. Ele já não estava se sentindo bem e estava sem ambiente no clube. Então, chegamos a um acordo. Creio que, no final das contas, acabou sendo bom para os dois lados, pois ele poderá seguir a vida dele", afirmou o dirigente.

De acordo com Paulo Alves, o clube irá pagar parte do valor total do contrato, que iria até dezembro. Segundo o diretor, a situação só foi possível devido à vontade do jogador de não prejudicar o clube na negociação para a sua saída.

"Claro que o Náutico irá pagar o valor acordado. Ele tem contrato e precisamos pagar um valor definido na negociação. Até porque ele é uma excelente pessoa e um grande profissional, que fez questão de colaborar para que tudo saísse da melhor forma possível", pontuou.

Marcelinho fez apenas 14 jogos pelo Náutico, sendo titular em nove oportunidades, uma pela Copa do Brasil, uma pela Copa do Nordeste, seis pelo Campeonato Pernambucano e uma pela Série B. Durante o período no Timba, foram apenas dois gols.

VAVEL Logo