No retorno aos Aflitos, Náutico é derrotado pelo Avaí
Foto: Divulgação/Náutico

Na noite chuvosa em Recife dessa terça-feira (27), Náutico Avaí se enfrentaram nos Aflitos, em jogo válido pela 8ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No retorno do alvirrubro à sua antiga casa, foi derrotado pelos alviazulinos por 1 a 0, com gol de Paulo Sérgio.

Com a derrota, o Timbu caiu para a 16ª colocação, com 8 pontos. O Leão, no entanto, pulou para a 9ª posição, com 10 pontos ganhos. Agora, as equipes voltam a jogar na competição pela 9ª rodada no final de semana.

Na sexta-feira (30), os catarinenses recebem o ABC, às 19h30, na Ressacada. Os pernambucanos, no entanto, vão até Muriaé encarar o América Mineiro, no sábado (31), às 16h20. O Coelho vai atuar na Zona da Mata mineira por conta do Independência ter sido cedido à Fifa para a Copa do Mundo.

Avaí domina etapa inicial e leva vantagem para o intervalo

Nos primeiros dez minutos de partida, o gramado pesado atrapalhou a apresentação de um bom futebol dos dois times, apesar de cada um ter tido uma oportunidade de perigo. A primeira foi dos donos de casa. O meio-campista Marcos Vinícius tabelou na entrada da área e arriscou de longe. Molhada, a bola quicou na pequena área e obrigou Vágner a colocar a bola para escanteio. No lance seguinte, o atacante avaiano Héber saiu em contra golpe veloz e arriscou de canhota, mas Alessandro teve trabalho para evitar o gol.

Continuando em cima, os visitantes seguiram afoitos em busca de sair do zero no marcador e chegaram três vezes com perigo antes de fazer o gol. No primeiro momento, Cléber Santana recebeu de Héber e chutou forte, mas o camisa 1 espalmou. No rebote, William Alves entregou no pé de Paulo Sérgio, que finalizou tirando do arqueiro alvirrubro, mas Leonardo Luiz afastou em cima da linha. Na chance mais clara, o lateral-esquerdo Eltinho cobrou falta com perfeição, mas o goleiro Timbu afastou.

Persistente, o Avaí mostrou que a insistência não seria em vão. Após tabelar com Héber, Tinga recebeu e, mesmo sem ângulo, arranjou espaço para cruzar na medida para o centroavante Paulo Sérgio subir livre de marcação e cabecear, abrindo o placar nos Aflitos.

Apesar da desvantagem, o Timba não se abateu e foi em busca do empate na reta final da primeira etapa, novamente com o meia Marcos Vinícius. O atleta recebeu no meio, saiu dos defensores e chutou de perna esquerda, mas Vágner se esticou todo para afastar o perigo.

Equipes produzem pouco e Avaí segura a vitória

Para o segundo tempo, o técnico alvirrubro Sidney Moraes resolveu dar mais qualidade ao setor ofensivo. Geovane, recém-recuperado de lesão, não rendeu o esperado pelo comandante e deu lugar a Rodrigo Careca, um dos destaques no ataque nos últimos jogos.

Apesar da alteração, poucas jogadas foram criadas pelas equipes na etapa final. Em um dos lances, no entanto, a torcida mandante questionou a arbitragem sobre um pênalti que não teria sido marcado. Após cabeceio na pequena área azzurra, Careca caiu sozinho antes do arqueiro adversário chegar.

Vendo que não a mudanção não havia surtido efeito, o treinador do Náutico promoveu as duas modificações restantes. Marcos Vinícius, cansado, deu vez ao veloz Renato, procurando dar novo fôlego. O ala-esquerdo Raí, em atuação abaixo da média, foi substituído por Paulo Júnior, mudando o esquema tático do 4-5-1 para o 3-5-2.

O Leão da Ilha, apesar da vantagem, tentou ampliar. Héber saiu em velocidade e, para não arriscar de errar o passe, conduziu até finalizar com perigo, mas Paulo Sérgio entrava livre de marcação na pequena área. No lance seguinte, Leleu tentou cruzar e acabou mandando direto para o gol, assustando Vágner.

VAVEL Logo