Apesar do empate, Eduardo Baptista elogia postura do Sport e revê meta até parada para a Copa
Treinador reconhece que a sequência de jogos pesou para a mudança do objetivo (Foto: Lino Sultanum/Sport)

Apesar de satisfeito pelo empate com o Grêmio na noite dessa quarta-feira (28), na Ilha do Retiro, o treinador rubro-negro Eduardo Baptista terá que mudar a meta estipulada - alcançar 15 pontos - no início da Série A do Campeonato Brasileiro até a parada para a Copa do Mundo. Mesmo assim, afirma que o objetivo, agora, é ficar pelo menos entre os dez primeiros colocados no certame.

“A gente tinha uma meta de 15 pontos, que não é mais possível. Se chegarmos aos 14, também não será ruim. E de repente, se ficamos com 12, permanecendo entre os dez, também não seria negativo. É preciso analisar friamente. Enfrentamos uma sequência complicada, contra times que estão na partida de cima da tabela”, garante o comandante.

O técnico ainda comentou sobre o desempenho dos atletas que entraram no segundo tempo da partida e do atacante Érico Júnior, responsável por criar as principais jogadas ofensivas do Leão. "Quem entrou depois foi muito bem. Deu consistência, manteve a posse de bola. Nos últimos 15 minutos tivemos três chances reais de gol. Só fico triste porque esperava a vitória. Mas fico feliz pelo que eu vi em campo", assegura Baptista.

"Érico Júnior é um menino que eu confio muito. Quando eu vejo que a coisa aperta é o Érico que eu ponho. Foi assim em várias situações que eu precisava de uma solução. É um jogador de muita personalidade", completa.

Em relação à postura da equipe, comemorou, apesar de não ter saído da partida como vencedor. Reconhecendo a força do tricolor gaúcho, considera que a apresentação do time foi agradável e espera seguir da mesma maneira no restante do campeonato.

"O que a torcida exige é o que ela viu hoje. Fiquei bastante contente. Esse é o Sport que a gente está acostumado a ver. Um time de pegada, marcação. O time do Grêmio é altamente qualificado e as vezes você não vai conseguir ganhar. Mas tenho certeza que se a gente continuar assim as vitórias devem acontecer com mais frequência", conclui Eduardo.

VAVEL Logo