Oswaldo elogia time do Santos e se mostra otimista para o segundo semestre
Santos de Oswaldo tem a melhor defesa do campeonato e está a quatro pontos do líder Cruzeiro (Foto: Ivan Storti/SantosFC)

Se o começo não animou o torcedor santista, os dois últimos jogos colocaram o time da Vila de volta aos trilhos. A vitória conquistada no ultimo domingo diante do Criciúma por 2 a 0, em partida valida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro foi à segunda seguida na competição e deixa o Santos a apenas quatro pontos do líder Cruzeiro para a segunda parte da competição, após o recesso para a Copa do Mundo.

O bom momento, aliado a pausa para treinamentos durante o mundial de seleções e a volta de jogadores importantes, como Edu Dracena e Gustavo Henrique, dupla de zaga que iniciou o ano titular, deixa o técnico do Santos Oswaldo de Oliveira animado para a segunda parte da competição.

 (Vitória) só não cura resfriado. É a razão e motivação do nosso trabalho. Essas últimas duas foram importantíssimas. Nós tivemos viagens, mudanças de campo, então acho que são prêmios que o grupo merece. É revigorante. Agora, temos um descanso e, depois, muito trabalho. O pessoal vai sair do DM (departamento médico) e voltar ao convívio. Isso deixa uma atmosfera positiva e me deixa otimista para o segundo semestre”, explicou o comandante durante entrevista coletiva dada após a vitória no ABC.

Sobre o jogo contra o Criciúma, Oswaldo afirmou que haviam jogadores que não estavam totalmente aptos para o jogo, mas mesmo assim a equipe se portou muito também e mereceu a confortável vitória.

“Nós tínhamos cinco jogadores que, em condições normais, eu não utilizaria. Eu sabia que teria de tirar Lucas Lima, Jubal, Arouca, Cicinho e o Diego Cardoso. Eles estavam comprovadamente sem condições de jogo. Iniciaram porque era o último (antes da pausa da Copa do Mundo). O time foi preciso, correto, impediu o adversário, assim como na quinta-feira (na vitória sobre o Bahia). Demonstrou que é um time competitivo, que sabe o que faz durante 90 minutos”, completou o treinador.

Agora o Santos tira duas semanas de folga, até o 16, depois, mais um mês de treinamentos até o retorno do Campeonato Brasileiro. No dia 16 de Julho, o Peixe volta a jogar, com um clássico diante do Palmeiras. O Alvinegro Praiano será o mandante, mas o local ainda não foi definido.

VAVEL Logo