Confirmado no time titular, Ewerton Páscoa retoma à posição de origem
Mais adaptado à função, espera manter boa sequência de jogos (Foto: Divulgação/Sport)

Contratado no início da temporada como zagueiro, Ewerton Páscoa foi improvisado pelo atual treinador do Sport, Eduardo Baptista, como segundo volante, atuando ao lado de Rodrigo Mancha. Junto ao cabeça-de-área, consolidaram o sistema defensivo leonino como o menos vazado na Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano.

Durante a Série A do Campeonato Brasileiro, no entanto, o atleta perdeu espaço para Rithely no meio-campo. Devido à queda de rendimento do defensor Ferron na zaga, retornou à sua posição de origem no empate com o Grêmio, na última quarta-feira (28) e permaneceu na equipe titular também na vitória em cima do Vitória, no último sábado (31).

Mesmo não tendo sofrido gols no triunfo, reconhece a dificuldade de jogar em Feira de Santana, mas comemora a boa atuação no duelo diante dos rubro-negros baianos.

"A partida foi extremamente difícil. Foi impossível jogar futebol naquele gramado. Mas eu me senti bem voltando para a minha posição", explica.

Elogiando o capitão e ídolo Durval, reconhece a liderança do companheiro de time e espera agarrar a oportunidade, mantendo o foco e esperando ter uma sequência maior de jogos no clube pernambucano para firmar seu espaço.

"Jogar ao lado de Durval é muito bom. Ele é o nosso grande líder, o ídolo da torcida. Não é à toa que está na história do Sport. Ele passa tranquilidade e facilita o trabalho do grupo. Estou pronto para agarrar essa oportunidade como zagueiro. Quero forcar só na zaga a partir de agora e espero ter uma sequência", completa.

Em relação ao confronto com o Bahia, nesta quarta-feira (4), adiado pela 5ª rodada da elite do futebol nacional, afirma que a vitória é o único resultado interessante, afinal, há duas partidas que o Leão não sabe o que é vencer dentro de seus domínios e espera trabalhar mais tranquilo nos 45 dias de paralisação para a Copa do Mundo.

"Está mais do que na hora de ganhar na Ilha novamente (o time não venceu os dois últimos jogos em casa). Sabemos da importância da vitória, que daria tranquilidade para trabalhar nos 45 dias de Copa e vamos fazer de tudo para vencer. Sabemos que o Bahia vive uma situação difícil, vai querer se reabilitar, mas estamos focados", conclui.

VAVEL Logo