Na Série B, ABC e Náutico ficam no empate no Iberezão
Foto: Frankie Marcone/Futura Press

Na noite desta terça-feira (03), ABC e Náutico se enfrentaram no estádio Iberezão, em Santa Cruz, no Rio Grande do Norte. A partida, que foi a última antes da parada para a Copa do Mundo, foi movimentada. O alvinegro foi melhor na primeira etapa e o Timbu foi superior no segundo tempo. Com isso, o duelo acabou ficando no 1 a 1. O gol do time Potiguar foi marcado por Lúcio Flávio. Paulinho empatou para os pernambucanos. 

Com o resultado, o ABC continua no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Os alvinegros estão ocupando a terceira colocação, com 17 pontos. Já o Náutico chegou aos 12 pontos e está na 12ª posição. Vale lembrar, que o Timbu tem um jogo a menos, que será cumprido após a Copa do Mundo. 

A Série B do Campeonato Brasileiro, agora, dará uma parada por conta da Copa do Mundo e só retornará no dia 15 julho. Neste dia, o ABC enfrentará o Luverdense, no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde. Já o Náutico jogará contra o Sampaio Corrêa, na Arena Pernambuco. 

Com gol no início, ABC vence a primeira etapa

Os primeiros minutos da partida entre ABC e Náutico foram mornos. As duas equipes praticamente não chutaram a gol. No entanto, o time Potiguar resolveu se postar como mandante e tomar a iniciativa do jogo. Em um primeiro momento, o ataque alvinegro parou na zaga alvirrubra, mas, na segunda tentativa, o atacante Dênis Marques chutou forte, de longe. O goleiro Alessandro espalmou a bola, que sobrou para Lúcio Flávio. O parceiro de Dênis não titubeou e mandou para o fundo das redes. 

Após levar o gol, o Náutico resolveu mudar a postura dentro de campo. A equipe alvirrubra começou a sair mais para o ataque. No entanto, o time sentia falta de um atacante de referência para receber e finalizar. Além disso, os erros de passes na entrada da área complicavam a conclusão das jogadas. Em um desses erros, o ABC conseguiu um contra-ataque perigo e quase aumentou a vantagem. Rogerinho tocou para Dênis Marques, que entrou na área, bateu na saída do goleiro Alessandro, mas a bola parou na trave não entrou. 

O Timbu assustou pela primeira vez com o volante Paulinho. O meia Vinícius mandou uma boa bola para o volante, que bateu cruzado e obrigou o goleiro Gilvan a fazer uma difícil defesa. O Náutico deu uma melhorada na partida. O posicionamento da equipe foi alterado e, com isso, o ABC não conseguia chegar mais com tanta facilidade. Os alvinegros voltaram a chegar com perigo em uma jogada de bola parada. Rogerinho bateu uma falta por cima da barreira e a bola foi no canto do goleiro Alessandro, que fez uma grande defesa. 

A partida seguiu movimentada nos minutos finais da primeira etapa, o Náutico tentou ir ao ataque em busca do gol de empata, enquanto o ABC tentava sair em velocidade pelos lados do campo. No entanto, não aconteceu nenhum lance do perigo e o primeiro tempo terminou ficando no 1 a 0 para o time Potiguar.

Náutico volta melhor e consegue o empate 

Para o segundo tempo, o técnico Sidney Moraes resolveu colocar um atacante de referência. O recém-contratado Tadeu entrou na vaga Raí, que é lateral-esquerdo e tava jogando no meio de campo. Já o treinador do ABC, Zé Teodoro, gostou do que viu e não promoveu nenhuma alteração na sua equipe. Com a bola rolando, o Timbu voltou mais ofensivo. Isto fez com que o time do Potiguar ficasse um pouco mais preso na defesa. 

Com um centro avante na área o Náutico quase chegou ao empate. Após cobrança de falta, Tadeu desviou de cabeça e o goleiro Gilvan fez uma grande defesa. Mas, mesmo se a bola entrasse, o gol valeria porque foi assinalado impedimento. O ABC não conseguiu voltar do mesmo jeito na segunda etapa. A equipe tinha dificuldade para chegar ao ataque, a bola não chegava com tanta frequência ao atacante Dênis Marques. Além disso, o Timbu estava preocupando a zaga Potiguar. 

O empate do Náutico não demorou muito para acontecer. Aproveitando uma bola que sobrou na entrada da área, o volante Paulinho bateu bem de fora da área e a bola acabou parando no fundo do gol. Após sofrer o empate o técnico Zé Teodoro resolveu deixar a equipe mais ofensiva. Ele tirou o volante Michel Schmoller e promoveu a entrada do meia Xuxa. Uma das armas do ABC nesta partida era as jogadas de bola parada do meia Rogerinho. O meia bateu uma falta frontal com bastante perigo e obrigou o goleiro Alessandro fazer outra boa defesa. 

Com a partida se aproximando do fim, o rendimento das duas equipes sumiram e, com isso, as chances, praticamente, sumiram. Sendo assim, a partida ficou sem emoção, o ABC tentava entrar na área do Náutico, que estava atrás para segurar o empate. Desta maneira o resultado não poderia ser outra se não o 1 a 1.

VAVEL Logo