Após ser campeão do torneio de Toulon com a seleção brasileira, Gilberto deixa o futuro em aberto
Após ser campeão com a seleção, Gilberto deixa o futuro em aberto (Reprodução/Botafogo)

Campeão com a seleção brasileira sub-21 no torneio de Toulon, na França, o lateral-direito Gilberto está no cidade do Rio de Janeiro curtindo as suas férias. No Internacional, o jovem lateral de 21 anos conquistou o Campeonato Gaúcho de 2014. O jogador evita fazer planos. Não sabe se continuará no time gaúcho na próxima temporada. 

Durante a Copa do Mundo de 2014, Gilberto deve ir para a região dos lagos. O atleta não quer pensar em futebol. Especialmente quando se trata de renovação de contrato, propostas, negociações. 

''Costumo não pensar. Depende do que fizer em campo. Se eu for bem, o Inter vai querer me comprar. Caso contrário, volto ao Botafogo. Não vou escolher. Futebol depende do que o jogador render. Depende do campo", disse.

O lateral de 21 anos já trabalhou com grande treinadores do futebol brasileiro. Na última temporada, onde atuou pelo Botafogo, trabalhou com o técnico Oswaldo de Oliveira. Esse ano, está no Internacional e trabalhando com Abel Braga. Quando é convocado para a seleção brasileira sub-21, o jogador fica sob o comando de Alexandre Gallo. 

"Não foi a primeira vez na Seleção. O ambiente é alegre, todos estão felizes de representar o seu país. Agora, todos têm rodagem. A gente aprende um pouco mais. Fui titular em todos os jogos do Brasil. A final contra a França (vencida por 5 a 2) foi o melhor jogo. Tinha torcida contra, era a casa deles. Dei o passe para o quinto gol, feito pelo Thales. Foi especial", finalizou.

VAVEL Logo