Eduardo Baptista aprova início de temporada do Sport e exalta vitória sobre o Bahia
Eduardo Baptista admitiu as dificuldades que aconteceram na partida contra o Bahia, mas enalteceu a superioridade rubro-negra durante os 90 minutos (Foto: Divulgação/Sport)

O Sport não atingiu a meta estipulada pelo técnico Eduardo Baptista, que pretendia  alcançar a marca dos 15 pontos até a paralisação do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo. No entanto, a vitória por 1 a 0 diante do Bahia, nesta quarta-feira (4), que levou o Rubro-negro aos 14 pontos e à nona posição da Série A, fez o treinador dar de ombros para a marca prevista e aprovar, com louvor, a campanha da equipe.    

"A principal meta foi atingida. Queria que estivéssemos entre os 10 e estamos indo para a parada na nona posição. A meta traçada de 15 pontos era porque acreditávamos que seria a pontuação necessária para chegar entre os 10. Então, o pessoal está de parabéns e conseguimos realizar o que nós programamos", comentou Baptista.

Feliz com o futebol apresentado diante do Bahia, o comandante destacou as dificuldades que aconteceram durante a partida, mas enalteceu a superioridade rubro-negra durante os 90 minutos. "Começamos melhor, tivemos chances de gol, mas não aproveitamos. No segundo tempo, voltamos melhor e conseguimos o placar. Fomos melhor todo o jogo e merecemos a vitória. Não foi fácil, pois o Bahia é uma grande equipe e muito bem trinada. Mas foi um placar justo", enfatizou.  

Ainda de acordo com o treinador, a vitória veio para coroar o, para ele, impecável primeiro semestre do clube. "Tudo o que o Sport se predispôs a fazer, fez. Fomos campeões de duas competições (Copa do Nordeste e Pernambucano) com muita justiça. Iniciamos uma Série A, na qual pegamos Cruzeiro, Santos, Corinthians, Internacional e Grêmio e conseguimos ficar entre os 10. Então, fizemos um grande início de ano", comentou Eduardo. 

"Clássico regional é sempre difícil. O Bahia é bem arrumado e nos deu dificuldade, tivemos que achar espaço. Mas a vitória foi merecida, o Sport teve superioridade", comentou o técnico sobre o jogo. E continuou afirmando assim: "A principal meta, que era ficar entre os dez primeiros, foi alcançada. Agora a gente tem um tempo pra respirar", pontuou.

De acordo com o técnico, o recesso em virtude da Copa do Mundo veio em boa hora. "Chegamos hoje ao limite físico. Nosso bom condicionamento foi fundamental neste primeiro semestre, os jogadores chegaram a um nível muito bom. Agora eles precisam descansar e se recuperar. Depois voltamos a treinar algumas movimentações necessárias que ainda não pudemos explorar. Também precisamos testar mais um sistema de jogo para não ficarmos reféns de um só", afirmou.

A necessidade de aprimorar o condicionamento físico é ainda mais evidente no discurso sobre os novos integrantes do elenco. O atacante Mike e o meio-campista Zé Mario entraram no segundo tempo contra o Bahia, mas ainda exigem cuidados. "Zé Mario é um jogador que eu indiquei. Inteligente, versátil, ele entrou numa situação difícil no jogo e gostei da atuação dele. Mas vejo que é preciso melhorar a condição física e a gente vai trabalhar isso. O Mike também está nessa situação, por isso vamos aproveitar esse período sem jogos", salientou Eduardo Baptista.

O comandante não deixou de exaltar a boa fase vivida pelo elenco rubro-negro. Nesta temporada, dois títulos já foram conquistados: a Copa do Nordeste e o Campeonato Pernambucano. "É um semestre especial. Tudo que o sport se propôs a fazer, fez e fez muito bem. É um time aguerrido. Ganhamos, merecidamente, dois títulos e isso é incontestável. Os adversários da Série A fora de casa foram os mais difíceis. Mas os jogadores mostraram que em campo são onze contra onze e não tem camisa que mude isso", finalizou.

VAVEL Logo