Felipão rebate declaração de Van Gaal: "É burro ou mal-intencionado"

Luiz Felipe Scolari não gostou nada  das declarações de Van Gaal. Em entrevista coletiva neste domingo (22), Felipão chamou Van Gaal de burro ou mal-intencionado. O treinador holandês declarou que não gostou dos horários dos jogos desta segunda-feira (23), alegando que o horário da partida entre Brasil x Camarões permite que os jogadores possam 'escolher' qual seleção enfrentar nas oitavas de final - já que os jogadores entrarão em campo sabendo dos resultados das partidas.

"Tem gente dizendo que a gente vai escolher adversário. Para quem fala isso, eu falo só uma coisa: ou as pessoas são burras ou mal intencionadas. A gente não vai escolher adversário, até porque se a gente perder, está fora. Foi a Fifa que escolheu as datas e os horários. Parem de endeusar A, B ou C, porque são contrários a nós. Eu falava do Chile há um ano e era ridicularizado. Hoje, todo mundo endeusa. Mas eu já conhecia o trabalho do Sampaoli e o jeito de jogar. Então, eu não tenho de escolher. Tenho de jogar amanhã e ganhar.", disse.

"Quem fala que a gente vai escolher o adversário manifesta um certo mal-estar, uma situação de desprezo a Camarões. E fico chateado com isso. Eles perderam dois jogos. De 1 a 0 e de 4 a 0, com todo segundo tempo com intuito de virar o resultado. Alguns treinadores não entendem ou são mal-intencionados", completou Felipão.

Felipão disse que a ansiedade para garantir à classificação para às oitavas de final é normal, mas ressaltou que isso pode levar a equipe à cometer alguns erros.

"Se nós tivéssemos vencido o México, nós hoje estaríamos mais tranquilos para jogar este jogo, porque não nos obrigaria a jogar com a ansiedade da classificação. Sabemos que temos dois de três resultados - empate e vitória. A ansiedade é normal, mas pode te levar a cometer um ou outro erro. Estamos trabalhando nisso, fazendo um trabalho na concentração. Hoje ainda vai ter outra reunião em que vamos fazer um pouco diferente. Depois, alguém vai saber, porque sempre alguém passa para fora. Mostrar a eles as qualidades deles. Em 2002, estávamos classificados e pude mudar, colocar Juninho, Edílson. Agora, vamos ter que fazer o possível e o impossível para classificar.", destacou o treinador.

O Brasil volta à campo nesta segunda-feira (23), às 17h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A seleção enfrentará a já eliminada seleção de Camarões.

VAVEL Logo