Alexis Sánchez sobre duelo contra o Brasil: "O que mais me preocupa é a arbitragem"
Alexis Sánchez está preocupado com a arbitragem (Foto: Divulgação/Fifa)

O atacante Alexis Sánchez, do Chile, está confiante para o duelo de sua seleção com o Brasil, no próximo sábado, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Em entrevista coletiva concedida na tarde desta quinta-feira (26), na Toca da Raposa II, onde os chilenos estão concentrados para a partida contra os anfitriões, ele elogiou o adversário, mas disse acreditar em um triunfo.

Segundo Sánchez, o Brasil é o adversário mais difícil que ele e seus companheiros poderão enfrentar no Mundial. Os motivos, porém, vão além de Neymar e companhia, ou mesmo da torcida local. "Para mim, a melhor defesa que há é a do Brasil, que tem uma qualidade impressionante. Estou muito contente de jogar contra o Brasil, mas o que mais me preocupa mesmo é a arbitragem", disse, sem dar maiores detalhes sobre os motivos para tanta preocupação.

Nesta quinta, a Fifa anunciou que o inglês Howard Webb será o árbitro da partida. Um dos árbitros mais conhecidos do futebol atual, Webb apitou a final da Copa de 2010 entre Espanha e Holanda, que terminou com vitória espanhola por 1 a 0. Apesar de não ter nenhuma grande polêmica na partida, Howard foi criticado por parte da mídia por ser bastante benevolente com algumas faltas duras por parte do time holandês.

Um dos principais nomes do time, Sánchez admitiu que os chilenos não são favoritos, mas foi enfático quando falou sobre as expectativas para o duelo de sábado: "se eu não achar que posso vencer o Brasil, pego minhas malas e volto agora mesmo para o Chile. Temos que ter respeito pelo Brasil, que é favorito, mas temos que entrar com o pensamento de vencer".

Quanto ao seus companheiros, Sánchez é só elogios. O goleiro Cláudio Bravo foi um dos que ganharam bons comentários da estrela chilena: "o bom desempenho dele não me assusta, é o goleiro de que o Barcelona precisa. Joga muito bem e o receberemos de braços abertos", afirmou o atleta que também defende a equipe catalã.

Ele ainda aproveitou para elogiar o elenco como um todo: "o chileno nunca teve muita confiança em grandes estrelas. Temos que ter a mentalidade de Gary Medel, Arturo Vidal... Arturo que tem uma mentalidade vencedora. Sou muito orgulhoso de ter como companheiros jogadores valentes como Medel e Vidal. Gary pode ganhar uma bola aérea com seu um um metro e setenta. Vamos demonstrar que estamos prontos para conseguir grandes feitos, como fizemos contra a Espanha".

Quem também foi bastante elogiado foi o lateral-direito Mauricio Isla, seu companheiro na coletiva: "para mim, é um dos melhores do mundo em sua posição, mas ele nunca acredita quando eu digo isso", brincou.

O jogador ainda aproveitou para falar sobre a polêmica envolvendo o atacante Luis Suarez, que foi punido por quatro meses e nove jogos longe de qualquer atividade ligada ao futebol por morder o italiano Giorgio Chiellini na partida que classificou os uruguaios para as oitavas de final: "se enfrentarmos o Uruguai, que bom que o suspenderam, pois é um jogador que nos complicaria muito. Porém, para o espetáculo, é muito ruim", ponderou.

VAVEL Logo