Após a pior derrota da história da Seleção, Júlio César diz: "Preferia 1 a 0 com um erro meu do que 7 a 1"

Não tem como explicar o inexplicável. Essas palavras de Júlio César após o jogo resume bem o que foi a partida. Na tarde desta terça-feira (8) no Mineirão, em Minas Gerais, um massacre da Alemanha em cima do Brasil pela semifinal da Copa do Mundo 2014: incríveis 7 a 1. O pior vexame da Seleção Brasileira na história. O goleiro não soube como explicar, estava abalado com o resultado.

"Sinceramente, é complicado explicar o inexplicável. Temos que reconhecer o grande futebol alemão, jogando junto há seis anos. Até aqui estava tudo muito lindo, o povo brasileiro está de parabéns, a torcida, por todo apoio que deu até aqui", disse o arqueiro brasileiro após deixar o gramado.

Julio César fez uma pequena análise do que foi o jogo. Para o goleiro, a Seleção Brasileira não conseguiu se recuperar psicologicamente e isso resultou na sequência de gols da Alemanha na primeira etapa.

"Depois do primeiro gol, deu um apagão, ninguém esperava. Troco a minha falha que carreguei durante quatro anos pelo jogo de hoje. Preferia 1 a 0 com um erro meu do que 7 a 1. Mas o nosso time é forte, os jogadores vão saber levantar a cabeça", afirmou Júlio César, lembrando a falha de 2010, na Copa do Mundo na África do Sul, que resultou na eliminação do Brasil contra a Holanda.

A Copa do Mundo ainda não acabou para a Seleção Brasileira. Sem a chance de título, resta agora a disputa pelo terceiro lugar. No sábado (12), no estádio Mané Garrincha, em Brasília, o Brasil enfrenta o perdedor da partida entre Holanda e Argentina, que será realizado amanhã, às 17h (de Brasília), na Arena Corinthians, em São Paulo.

VAVEL Logo