Paraná Clube recebe o Vila Nova esperando casa cheia
(Foto: Divulgação/Paraná)

Em busca de sua quarta vitória e de uma reação na Série B, o Paraná Clube recebe o Vila Nova na tarde deste sábado (09), às 16h20, na Vila Capanema. Ocupando a zona de rebaixamento da competição, as equipes só pensam na vitória. Para o Tricolor, o resultado positivo pode tirar a equipe da 17ª posição, mas para isso Oeste e Icasa não podem pontuar. Já para o Vila, a situação é mais delicada. A equipe goiana é lanterna da competição e mesmo vencendo não consegue deixar a última colocação.

Após a derrota por 1 a 0 para o Vasco, na última rodada, o tricolor joga em casa e precisa recuperar os pontos perdidos para respirar na competição. Esperando o apoio do torcedor, o clube promoveu uma promoção de ingressos. Além disso, o tricolor pode contar com a volta do atacante e artilheiro da equipe Giancarlo, recuperado de lesão e do zagueiro Gustavo, que já cumpriu suspensão.

Para o Vila Nova, o jogo deste sábado é mais complicado, pois além de vir de um resultado negativo em um clássico – derrota por 2 a 0 para o Atlético Goianiense, na última rodada –, a equipe tem 4 baixas importantes para o confronto contra o Paraná. Jheimy, João Paulo, Júnior Xuxa e Radamés não enfrentam o tricolor. Por outro lado, a equipe goiana conta com o reforço do recém chegado.

Promessa de casa cheia anima o Paraná no retorno de Giancarlo

Com a semana cheia para trabalhar, o Paraná Clube conta com pelo menos duas mudanças para o jogo contra o Vila Nova. O zagueiro Gustavo volta de suspensão e faz dupla com Alisson, assumindo a vaga de Anderson Rosa, expulso na partida contra o Vasco da Gama. Outra novidade é a volta do atacante Giancarlo, recuperado de lesão.

Em entrevista coletiva, o artilheiro da equipe, que substitui Arthur, destacou os bons jogos da equipe, mas frisou a falta de gols. “O time precisa de gols. Estamos numa situação que precisamos vencer. Nós estamos jogando bem só que não estamos pontuando. Se eu tiver a oportunidade, vou marcar os gols”, disse o atacante.

Através da assessoria de imprensa, o zagueiro Gustavo disse que a partida deste sábado precisa ser o jogo da volta por cima, para que o clube saia da atual situação. “O Paraná hoje não vive seu melhor momento, mas precisamos dar a volta por cima já neste jogo contra o Vila Nova, que é um clube grande e precisa ser respeitado, apesar de estar na última posição na Série B. Não podemos errar nesta partida. Os três pontos serão fundamentais para sairmos da zona de rebaixamento”, declarou.

Sobre o adversário deste sábado, o técnico Claudinei Oliveira ressaltou que não podem desmerecer o Vila Nova, pois mesmo em uma situação difícil, eles podem surpreender. “O Vila Nova é um franco atirador. Eles não tem nada a perder na situação que estão. Eles vão arriscar os três pontos aqui. Temos que nos impor, atacar bastante mas temos que respeitar o Vila Nova e os atletas que estão no lado adversário", disse o comandante.

Em relação a promoção de ingressos, o clube colocou à disposição dos torcedores os ingressos no setor popular por R$ 20 inteira e R$ 10 meia entrada. Os outros setores do estádio também tiveram o preço reduzido. Para o volante Lucas Otávio, com o apoio nas arquibancadas, vontade dentro de campo não vai faltar. “A gente espera um público bom por causa do horário. Esperamos contar com o apoio da torcida, porque empenho não vai faltar”, falou.

Vila Nova tem quatro desfalques para o jogo contra o Paraná

Lanterna do campeonato, derrota no clássico contra o Atlético Goianiense na última rodada, apenas uma vitória na competição; Já não fossem muitos os problemas enfrentados pelo Vila Nova, a equipe goiana ganhou quatro baixas para o jogo contra o Paraná Clube. Além da ausência do zagueiro João Paulo, que se lesionou no clássico, o atacante Jheimy e o meia Júnior Xuxa receberam o terceiro amarelo e cumprem suspensão automática. Já o volante Radamés foi expulso no clássico após agredir um jogador do Dragão.

Com as baixas, o técnico Márcio Azevedo enfrenta dificuldades para escalar a equipe, já que o grupo está reduzido. Mesmo com os problemas, o Vila precisa pontuar para buscar uma reação. “Sabemos das dificuldades. Converso muito com Roni e Tim. Claro que a responsabilidade cai sobre nós e sobre os jogadores, que também querem sair dessa situação. Eles também querem que o elenco seja reforçado.  Nosso elenco é enxuto. Estávamos trabalhando com 19 jogadores, agora perdemos mais quatro”, declarou o treinador.

Por outro lado, a aprovação nos testes e a contratação do volante Felipe Macena trouxe um pouco de alívio para o técnico. O jogador de 21 anos com passagens por América-RN e recentemente, Globo FC, chega para ser titular da equipe no sábado.

Durante a semana, além dos treinamentos, a equipe goiana disputou um jogo treino contra o Goiânia -  empate por 1 a 1 -, que serviu de preparação para a sequência da competição. Os próximos dois jogos são importantíssimos para o Tigrão, pois enfrenta o Paraná Clube e o Oeste, adversários diretos na luta contra o rebaixamento. Para o volante Arthur, essas partidas são cruciais para o Vila.

Serão jogos difíceis, mas temos de vencer. Claro que teremos dificuldades, pois serão duas decisões, mas se a gente vencer já podemos nos aproximar. Passou da hora de o Vila Nova iniciar essa reação estamos em boa semana de treinamento, o time se encaixou bem, agora é mostrar em campo”, comentou.

VAVEL Logo