Boa Esporte vence América-RN no fechamento da rodada na Série B
Equipe boveta segue invicta desde o reinício da competição nacional (Foto: Divulgação/Boa Esporte)

Fechando a 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro neste sábado (9), o Boa Esporte recebeu o América-RN no Estádio Municipal de Varginha, no interior de Minas Gerais, e venceu o clube nordestino por 3 a 2, mesmo após estar ganhando por 3 a 0.

Clébson, duas vezes, e o zagueiro Thiago Carvalho marcaram para os anfitriões, já Daniel Costa, que veio do banco de reservas, marcou os dois gols dos visitantes. Com o triunfo, os mineiros assumiram a 11° posição, ficando uma colocação e um ponto acima do time de Natal, que estacionou nos 20 teve o atacante Rodrigo Pimpão como seu principal desfalque.

As duas equipes voltam a jogar pelo nacional no próximo sábado (16). Às 16h20, os potiguares vão até o Sertão do Cariri enfrentar o Icasa, no Romeirão. Já os mineiros terão o privilégio de jogar novamente em casa, desta vez contra o Sampaio Corrêa, às 21h.

Avassalador, Boa Esporte sai com vantagem na etapa inicial

Os mineiros começaram tentando abrir o placar, valendo-se do mando de campo, com o meia Clébson, mas o arqueiro adversário estava bem posicionado e evitava as ações ofensivas. Menos de dez minutos e o Boa começava a imprimir um ritmo maior no ataque, explorando principalmente com Tomas e Clébson, mas a defesa evitou o gol logo no início do duelo.

No primeiro bom momento americano, Max levou perigo, mas a bola passou por cima da meta defendida por João Carlos. No minuto seguinte, porém, o castigo. Clébson bateu de primeira e acertou o ângulo, sem dar chances de defesa a Dida, abrindo o placar em Varginha.

Continuando fazendo pressão, os donos da casa não se intimidaram e ampliaram a vantagem no marcador. Após cobrança de escanteio de Tomas, Thiago Carvalho cabeceou preciso e ampliou o placar antes mesmo da metade da etapa inicial. Procurando diminuir a desvantagem, o Mecão tentava se criar pelo meio-campo, principalmente com Jéferson, mas a forte marcação do Boa impedia.

Se poupando por ter dois tentos à frente, os mandantes foram adminstrando e procurando aproveitar os erros cedidos pela defesa potiguar em busca de fechar o caixão ainda no primeiro tempo, mas as jogadas não fluíam e escore permaneceu da mesma maneira que ficou nos primeiros 20 minutos.

Boa marca mais um, mas vê vitória ameaçada no final

Com duas alterações no ataque, Oliveira Canindé tentou dar novo fôlego à sua equipe. Mesmo assim, os bovetas não deram tempo suficiente para o jogo dos natalenses evoluir. E foi mais uma vez com o meia Clébson. Aproveitando o rebote cedido pela defesa, tocou do lado esquerdo do arqueiro do Dragão, marcando pela segunda vez no confronto e a terceira do seu time.

Daniel Costa, um dos que vieram do banco do Mecão, foi um dos poucos a procurar espaços e arriscou de fora da área, mas sem sustos. Abalado mentalmente, os visitantes não encaixavam uma jogada trabalhada e abusavam de entradas mais duras, dificultando ainda mais a situação dentro da partida.

Gastando o tempo e minando as oportunidades dos potiguares, os mineiros foram se segurando ao máximo. Na reta final do segundo tempo, no entanto, o duelo ficou mais animado. Após chute de Andrezinho, João Carlos estava bem postado e fez boa defesa. Em seguida, Isac fez o pivô e deixou para Daniel Costa, que finalizou para o fundo do barbante, sem dar chances ao goleiro, diminuindo o placar.

Motivado, o América ainda fez mais um, novamente com Daniel Costa, dessa vez após cobrança de falta. Sobrando pouco tempo para qualquer reação, o alvirrubro até tentou arrancar um empate histórico de Varginha, mas esbarrou no nervosismo e na ineficiência para igualar a partida.

VAVEL Logo