Felipão afirma que pediu para estrear no clássico, elogia equipe mas diz que fará mudanças
Treinador sofreu derrota no Beira Rio (Foto: Divulgação/Grêmio)

Em sua volta ao Grêmio neste domingo (10), Luiz Felipe Scolari sofreu sua primeira derrota no comando do tricolor gaúcho, justamente para o maior rival da equipe. Perdendo por 2 a 0 para o Internacional, o treinador revelou que a diretoria não projetou a estreia do treinador contra o rival no Beira Rio, mas Felipão pediu para estar à frente da equipe, mesmo sabendo que poderia ser alvo de críticas com a possível derrota.

"Eu não precisava estar aqui hoje, como treinador do Grêmio. Ainda era para o auxiliar, André Jardini, estar no meu lugar, mas achei que não seria digno de um treinador se esconder atrás do auxiliar e não encarar de frente um rival como o Inter. Pedi para estar comandando a equipe pois sei que uma derrota seria mais suportada por mim, que tenho mais experiência, do que por ele, que estava como interino.", declarou Felipão.

Mesmo com a derrota, o treinador elogiou a equipe do Grêmio e se disse feliz por estar de volta ao comando da equipe. Felipão falou dos projetos para o tricolor e revelou que fará mudanças na equipe a partir dos treinamentos, priorizando a disposição dos jogadores.

"Estou feliz por estar em Porto Alegre e com a torcida do Grêmio me apoiando, é gratificante. E também estou satisfeito com o futebol que o time mostrou, mesmo com resultados ruins a equipe vem progredindo. Sei que tenho um longo trabalho pela frente e tenho meus projetos para a equipe, fazendo uns ajustes e umas alterações no momento certo. Espero e vou trabalhar para que possamos brigar lá na frente.", foram as palavras do treinador.

O próximo jogo do Grêmio é contra o Criciúma no próximo domingo (17), na Arena Grêmio. A equipe atualmente está na 11ª colocação do Brasileirão com 19 pontos somados.
 

VAVEL Logo