Figueirense marca nos acréscimos e arranca empate do Atlético-MG
Foto: Luiz Henrique/Figueirense

Figueirense e Atlético-MG se enfrentaram na noite deste domingo (17), pelo Campeonato Brasileiro. Em um jogo em que só a vitória interessava para as equipes, os times fizeram uma partida equilibrada e empataram os 2 a 2 no Orlando Scarpelli. Dátolo abriu o placar para o Galo e Leonardo Silva, contra, empatou para o time da casa. No segundo tempo, Diego Tardelli marcou de pênalti e Clayton empatou a partida nos acréscimos. 

Com a vitória, o Atlético-MG chega aos 23 pontos e perdeu a grande chance de se apróximar ainda mais do quarto colocado, Fluminense, com 26 pontos. O Galo agora se prepara para enfrentar o Flamengo na próxima quarta-feira (20), às 22h. Para a próxima partida, o técnico Levir Culpi tem a preocupação de Marcos Rocha, que saiu da partida lesionado. Leonardo Silva foi punido com o terceiro cartão amarelo e está suspenso.

O Figueirense despencou para a 18ª colocação e faz um confronto direto contra o Botafogo na próxima quarta-feira (20), no Orlando Scarpelli. O time, há três partidas sem derrota, tenta sair da zona de rebaixamento. Thiago Heleno tomou o terceiro cartão amarelo e não poderá atuar na partida.

Em primeiro tempo muito movimentado, equipes ficam no empate

A partida começou muito boa para o Atlético-MG, com uma proposta ofensiva, abriu o placar do jogo logo nos primeiro minutos. Jô fez um belo cruzamento para Dátolo, que subiu para cabecear e balançou as redes logo aos sete minutos de jogo. A postura do time mineiro continuou, com o domínio da bola, os atleticanos atacavam muito e deixavam a equipe do Figueirense criar contra-ataques.

O Galo ficou muito próximo de marcar o segundo gol, após um chute de Diego Tardelli, Thiago Volpi defendeu à queima roupa. Após perder um grande chance, o Atlético-MG sofreu o empate. Jean Carlos entrou em velocidade e cruzou para a área, Leonardo Silva desviou contra o seu próprio gol e marcou para o adversário. Após um início muito movimentado, as equipes diminuiram o ritmo na metade da primeira etapa. Os times tinham dificuldades na criação e não conseguiam invadir a área adversária, diminuindo as chances claras de gols na partida. 

As equipes tentavam explorar os ataques pela lateral do campo, com a velocidade de seus jogadores de ponta. O Galo trocava bastantes passes, procurando abrir espaços na defesa adversária e voltar na frente do placar. O primeiro tempo foi bostante movimentado, com as equipes se dedicanndo bastante em campo e com muita velocidade no jogo, as equipes terminaram a primeira metade do jogo em empate.

Clayton marca nos acréscimos e deixa o placar igualado

No início do segundo tempo, Clayton entrou no lugar de Jean Carlos e colocou fogo na partida. Nos primeiros minutos em campo, o jogador do Figueirense criou grandes chances para a equipe mandante virar o placar. O Figueirense não conseguiu aproveitar as chances criadas e o Atlético-MG equilibrou a partida novamente, voltando a agredir e criar boas chances com Diego Tardelli. 

Leandro Silva criou uma grande chance para o Figueira: o jogador passou por três do Atlético-MG e lançou para Marcão, o atacante bateu cruzado e Victor fez uma bela defesa. Levir Culpi tentou mudar a postura do time mineiro com a entrada de Luan e Marion, sacando Maicosuel e Jô da equipe. 

Alex Silva fez uma grande jogada pelo lado direito do campo e sofreu um duro carrinho Cereceda e o árbitro marcou a penalidade. Na cobrança, Diego Tardelli bateu com categoria e colocou o Galo na frente do placar novamente. Argel Fucks reclamou muito da marcação do pênalti e acabou sendo expulso da partida.

O Figueirense novamente foi em busca do empate, Everaldo deu um lindo voleio na área e Victor conseguiu novamente fazer uma linda defesa. O Galo mudou a postura na jogo e decidiu investir com mais tranquilidade no ataque, tentando cadenciar a partida. Com a vitória nas mãos, o time mineiro fazia muito cera e causa a fúria da torcida e dos jogadores adversários.

Nos acréscimos, o Figueira conseguiu o empate em cobrança de escanteio de Marco Antônio, a bola sobrou para Thiago Heleno, que tocou para Clayton na entrada da área. A jovem promessa do Figueirense finalizou com tranquilidade e não deu chances para o goleiro Victor. A torcida, que protestava contra o time, festejou bastante o gol de empate marcado nos últimos minutos da partida.

VAVEL Logo