Chapecoense 2015: um ano para surpreender

Sem conseguir manter o futebol que a consagrou em 2013, a Chapecoense chega para 2015 buscando um ano sem dificuldades para se manter na elite do futebol e visa surpreender, ficando do meio pra cima da tabela, com quem sabe até uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem.

Apesar da saída de jogadores importantes, a Chape aposta em jogadores consagrados e até mesmo em ídolos recentes da equipe para a disputa do campeonato. A equipe comandada por Vinicius Eutrópio que se estabilizar na primeira divisão do campeonato.

(Foto: Divulgação/Chapecoense)

Brasileirão 2014

O brasileirão do ano passado foi preocupante para os torcedores da Chape, sem conseguir se acertar em muitos momentos a equipe beirou a zona de rebaixamento por muitas vezes, mas contando com resultados importantes dentro e fora de casa, o clube catarinense conseguir se manter na elite.

Um dos motivos que contribuiram para um ano de sustos, foi a inconsistência técnica, já que a equipe não conseguia manter o mesmo rendimento por muito tempo, fato que acarretou na demissão de Gilmar Dal Pozzo, até então treinador do Verdão.

Com a saída de Dal Pozzo, Celso Rodrigues assumiu interinamente a equipe, consegui bons resultados, mas não permaneceu muito tempo no comando da equipe, pois Jorginho foi contratado e conseguiu livrar a Chapecoense da zona do rebaixamento, muito por conta do aumento considerável no número de gols marcados.

Apesar de ter sofrido muitas vezes, com a disparidade de elencos, a Chapecoense surpreendeu muitos "gigantes" do futebol nacional, derrotando Fluminense, Internacional entre outros clubes, sendo esses dois destacados por goleada, colaborando para a permanência da equipe.

Bruno Silva colaborou para a goleada sobre o Fluminense em pleno Maracanã (Foto: Getty Images)

Histórico no Brasileirão de pontos corridos

A história do Verdão nos pontos corridos não é muito grande, tendo em vista que o mesmo só disputou a competição neste formato em 2007, quando, após uma bela campanha no campeonato regional, a equipe teve acesso à série C do brasileirão, até então a menor divisão do campeonato.

Com o fraco rendimento de 2007, a Chape não disputou o campeonato de 2008, retornando apenas em 2009, desta vez, na recém criado série D. A equipe teve uma excelente campanha, terminando o campeonato em terceiro, posição que o qualificou para disputar a série C do ano seguinte.

Em 2010 e 2011, a equipe, oscilando muito em suas partidas não manteve o bom rendimento de 2009, ficando no meio da tabela nos dois anos, o que de nada abalou a confiança e o bom trabalho feito pela diretoria até o momento.

Após dois anos na série C, 2011 foi o ano da arrancada por parte do time catarinense. Com atuações boas e vitórias convincentes a equipe se classificou para a série B do ano seguinte, um feito importante para um clube a pouco tempo falido.

O auge da equipe foi em 2013, o ano em que, comandados por Bruno Rangel, artilheiro da competição, a Chapecoense conseguiu o tão sonhado acesso à série A do Brasileirão. Apesar da boa campanha, a Chape ficou apenas com o vice-campeonato, perdendo o mesmo para o Palmeiras.

Já na série A, a luta do Verdão era para se manter na elite do futebol brasileiro. E o objetivo foi alcançado, o clube lutou do começo ao fim do campeonato e o terminou em 15º, mantendo-se para disputar o campeonato deste ano.

ANO DIVISÃO COLOCAÇÃO PONTOS JOGOS VITÓRIAS EMPATES DERROTAS CLASSIFICAÇÃO
2014 A 15º colocado 43 38 11 10 17 Neutro
2013 B 2º colocado 72 38 20 12 6 Acesso
2012 C 3º colocado 33 22 9 6 7 Acesso
2011 C 5º colocado 21 14 6 3 5 Neutro
2010 C 7º colocado 16 10 3 4 3 Neutro
2009 D 3º colocado 27
2008 - - - - - - - -
2007 C 55º colocado 4 6 1 1 4 Neutro

Destaques

Com a saída de muitos jogadores, a Chapecoense conta com a contratação de Richarlyson, a permanência de Danilo e os gols - que não apareceram em 2014, mas que foram fundamentais em 2013 - de Bruno Rangel para surpreender na temporada 2015

Danilo: Após uma excelente temporada defendendo a meta do verdão, Danilo foi dado como certo no Corinthians, mas, o mesmo frustrou os paulistas e renovou com a Chapecoense para 2015 tornando-se o principal jogador do clube para a temporada.

(Foto: Divulgação/Chapecoense)

Richarlyson: Até então aposentado, Richarlyson aceitou o convite da Chape e retorna aos gramados para defender as cores do clube catarinense. Se em condições de jogo certamente será importante para o clube, por possuir qualidades como passe e forte marcação, além da versatilidade.

(Foto: Divulgação/Chapecoense)

Bruno Rangel: Artilheiro da Série B de 2013 com a camisa da Chapecoense, Rangel retornou ao clube em 2014, mas não repetiu o sucesso da primeira passagem. A esperança dos torcedores é que com a saída de Leandro, o mesmo tenha mais espaço e comande o ataque do Verdão.

(Foto: Divulgação/Chapecoense)

Características da Equipe

Como de característica dos times de menor expressão, a Chapecoense jogou no ano passado - contra os times considerados grandes - de forma com que a defesa ficasse mais sólida, com recomposição rápida de seus meias e a saída em velocidade, buscando o erro do adversário.

A equipe montada por Vinícius Eutróprio tem características bem peculiares como a presença de dois laterais que possuem característica ofensiva, tais como Apodi e Dener Assunção, que explorarão a presença de Bruno Rangel dentro da área.

Com a eventual subida dos laterais, a cobertura feita pelos volantes deve ser impecável, para evitar a famosa "bola nas costas". Esse ano com a chegada de Richarlyson e Ananias, podemos observar que - devido as características destes jogadores - teremos dois volantes mais presos, que auxiliarão a zaga. Já os dois meias terão liberdade para circular o campo e até mesmo chegar ao ataque.

Já o setor de ataque do Verdão possui três peças que deverão estar em constante rodízio durante as partidas - já que com o calendário extenso, o desgaste é comum - são eles: Bruno Rangel, Roger e William Barbio, sendo os dois primeiros mais de área, enquanto Barbio atua mais pelos lados do campo, vindo de trás.

Confira abaixo a provável formação da Chapecoense para o Brasileirão 2015

Planejamento 2015

Para 2015, o Verdão espera manter-se na série A, mas, diferentemente do ano passado quando lutou até o fim da competição contra o rebaixamento, a esperança da torcida é que o time fique do meio da tabela para cima, buscando até mesmo uma classificação para a Copa Sul-Americana.

Com o rendimento mediano do ano passado, alguns jogadores, que obtiveram destaque com a camisa da Chape foram negociados, com destaque para as saídas do lateral Danilo, para o Cruzeiro e do atacante Leandro negociado com o Palmeiras.

Para repor as peças, a diretoria do Verdão, juntamente com o treinador Vinicius Eutrópio, contrataram mais de dez jogadores, dentre ele o volante/lateral Richarlyson, o meia Ananias que vem por empréstimo junto ao Cruzeiro, o lateral Apodi que chega do Bastia e o atacante William Barbio, vindo por empréstimo do Vasco.

Arena Condá: O caldeirão

Construído em 1976, com o nome de Estádio Regional Índio Condá, o estádio desde sua construção foi casa da Chapecoense e em 2007, devido as necessidades estruturais, foi reformado, tendo sua capacidade aumentada de 12.500 pessoas para 22.600 pessoas, passando a se chamar Arena Condá.

O estádio continua sendo utilizado pelo Verdão e quando cheio, transforma-se em um verdadeiro caldeirão. A equipe é tradicionalmente conhecida por ser forte em seus domínios, muito por conta da sua apaixonada torcida que sempre que lota, dá seu show.

Em partida válida pelo Brasileirão do ano passado contra o Grêmio, a Arena Condá recebeu seu maior público, quando 22.600 pessoas - capacidade máxima do estádio - viram a Chape ser derrotada por 2-1, ainda pela terceira rodada da competição.

(Foto: Divulgação/Chapecoense)

FICHA TÉCNICA

Nome: Associação Chapecoense de Futebol

Fundação: 10 de maio de 1973

Mascote: Índio

Títulos: Campeonato Catarinense (1977, 1996, 2007 e 2011); 2º lugar no Campeonato Brasileiro Série B

Campanha no Brasileirão 2014: 15º colocado

Expectativa para o Brasileirão 2015: Classificação para a Copa Sul-americana

Foto: Getty Images
VAVEL Logo