Flamengo 2015: base mantida e contratações pontuais na busca por um ano tranquilo

Com a base mantida em relação ao fim do ano passado, o Flamengo inicia mais um Campeonato Brasileiro sem ser um dos candidatos ao título. O objetivo deste ano é brigar pelo G-4 e para isso o time fez contratações pontuais no início do ano. O sonhado camisa 10 ainda não chegou, mas é bem provável que durante as primeiras rodadas do Brasileirão esse jogador seja contratado, para assim fechar de vez o elenco rubro-negro e resolver um problema antigo do clube.

No guia que segue, a VAVEL Brasil conta detalhadamente sobre a preparação do Flamengo para o Campeonato Brasileiro, falando do desempenho no ano anterior, passando o retrospecto na era dos pontos corridos e destacando as principais armas da equipe dentro de campo. (Foto: Divulgação/Flamengo)

Brasileirão anterior

No ano passado o Flamengo entrou no Brasileirão como campeão carioca, mas sem grandes expectativas de brigar pelo topo da tabela. Contratações sem grande impacto foram feitas e o trabalho de Jayme de Almeida seguiu sendo feito mesmo após uma frustrante eliminação na Copa Libertadores, quando o rubro-negro caiu ainda na fase de grupos.

Após quatro rodadas e um péssimo desempenho, Jayme de Almeida acabou sendo demitido após uma derrota no Fla-Flu e Ney Franco chegou para tentar apagar a crise, usando o período de treinos durante a pausa do Brasileiro por conta da Copa do Mundo. Mas o trabalho de Ney logo foi por água abaixo, já que o time não rendeu o esperado mesmo após um mês só treinando. Um 4 a 0 contra o Internacional na 11ª rodada resultou em mais uma troca no comando.

Daí, até o fim do campeonato, o Flamengo foi comandado por Vanderlei Luxemburgo, que chegou ao clube com a obrigação de tirá-lo da zona da confusão, como o próprio treinador denominou a situação em que o rubro-negro se encontrava. Conhecedor e torcedor do Fla, Luxa cumpriu seu objetivo, o time passou a render sob o seu comando e foi somando pontos importantes, deixando as últimas posições para trás.

No fim das contas, o Flamengo ainda beliscou uma vaga para a Copa Sul-Americana deste ano, terminando o Brasileirão na 10ª colocação. Tropeços e atuações irregulares da equipe na reta final acabaram impedindo uma arrancada maior na classificação, mas o sentimento no clube foi de total objetivo cumprido, já que mais uma vez o rubro-negro carioca conseguiu se manter na primeira divisão. Há de se destacar a vitória por 3 a 0 sobre o líder e, futuramente, bicampeão Cruzeiro no Maracanã, vitória que deu fôlego maior ao time carioca na fuga das últimas posições. (Foto: Divulgação/Flamengo)

Histórico nos pontos corridos

Vamos para o 13º ano de Campeonato Brasileiro no sistema de pontos corridos e o Flamengo vem constantemente fazendo campanhas medianas, com exceção do título de 2009. Na somatória do total de pontos, o rubro-negro aparece na 7ª posição entre 40 clubes que disputaram a série A no total.

Logo no início da era dos pontos corridos o Flamengo não fez boas campanhas no Brasileiro, mas em compensação chegou à final da Copa do Brasil em 2003 e 2004, perdendo ambas para Cruzeiro e Santo André, respectivamente. Em 2005, lutou contra o rebaixamento até as rodadas finais e conseguiu escapar da segunda divisão graças à Joel Santana, que nos últimos nove jogos conseguiu seis vitórias e três empates.

Em 2007 o Flamengo fez grande campanha de recuperação no campeonato, mais uma vez sob o comando de Joel Santana, que pegou o clube nas últimas posições e conseguiu leva-lo ao 3º lugar, conseguindo se classificar para a Libertadores. O título brasileiro de 2009 também aconteceu graças a uma arrancada na classificação, com o rubro-negro assumindo a liderança na penúltima rodada, com um bom trabalho realizado por Andrade. Nos outros anos foram feitas campanhas de meio de tabela, além de flertes com o rebaixamento em muitos momentos.

ANO COLOCAÇÃO PONTOS JOGOS VITÓRIAS EMPATES DERROTAS CLASSIFICAÇÃO
2014 10º 52 38 14 10 14 Sulamericana
2013 16º 45 38 12 13 13 Neutro
2012 11º 50 38 12 14 12 Neutro
2011 61 38 15 16 7 Libertadores
2010 14º 44 38 9 17 12 Neutro
2009 67 38 19 10 9 Campeão
2008 64 38 18 10 10 Sulamericana
2007 61 38 17 10 11 Libertadores
2006 11º 52 38 15 7 16 Neutro
2005 15º 55 42 14 13 15 Neutro
2004 17º 54 46 13 15 18 Neutro
2003 66 46 18 12 16 Sulamericana

Sem grandes estrelas no elenco, a maior força do Flamengo está em seu conjunto, que manteve a base do ano passado. Jogadores jovens e pouco aproveitados acabaram deixando o clube e Vanderlei Luxemburgo exigiu um elenco enxuto para trabalhar, podendo assim dar algumas oportunidades para jovens da base. A seguir iremos destacar três dos principais destaques do elenco rubro-negro.

Destaques

Paulo Victor

São dez anos de Flamengo, mas somente em 2014 Paulo Victor começou a ganhar espaço de forma mais consistente no clube. Com a chegada de Vanderlei Luxemburgo, o camisa 48 barrou o experiente Felipe e foi um dos principais nomes do segundo semestre do ano passado. Agora, consolidado como um dos líderes do time, o goleiro quer se tornar ídolo rubro-negro  e chegar à seleção brasileira.

Hector Canteros

O argentino chegou ao Flamengo para tentar suprir a saída de Elias no ano passado. Podendo jogar tanto como segundo volante, tanto como meia, Canteros se tornou peça fundamental no esquema de Vanderlei Luxemburgo, usando sua versatilidade e qualidade no passe para armar as jogadas ofensivas. Além disso, é um jogador de forte marcação, que dá consistência ao meio-campo rubro-negro.

Marcelo Cirino

Talvez a maior contratação do futebol brasileiro no início de 2015, o atacante chegou badalado ao Flamengo após bom desempenho no Atlético-PR. Conhecido por sua velocidade e habilidade, Marcelo Cirino passou a ter faro de gol jogando como centroavante e é o artilheiro do rubro-negro na temporada. Vanderlei Luxemburgo confia muito no camisa 7 e vê potencial para o jogador se tornar ídolo no clube.

 

Características da equipe

O Flamengo de 2015 é um time feito para jogar em velocidade, aproveitando os espaços pelos lados do campo. Na falta de um “camisa 10” clássico, Vanderlei Luxemburgo arma o time para jogar em função dos pontas, que geralmente são Éverton e Gabriel, ajudados pelos laterais Pará e Anderson Pico. Basicamente, o 4-3-3 rubro-negro é isso, variando em alguns momentos para o 4-2-3-1.

O meio-campo é fundamental para o funcionamento do esquema tático de Vanderlei Luxemburgo. Jonas é o volante mais marcador e também responsável pela saída de bola, enquanto Marcio Araújo preenche bem os espaços com sua boa movimentação e costuma chegar à frente com facilidade. Já Canteros é o jogador mais criativo, que municia o trio de ataque com seu passe qualificado e boa visão de jogo, mas também ajuda com sua forte pegada na marcação.

Caso um meia de criação seja contratado, a tendência é que um dos volantes seja sacado do time. Ou até mesmo pode haver uma mudança na formação tática. A verdade é que a versatilidade dos jogadores rubro-negros facilita demais a vida de Vanderlei Luxemburgo, permitindo que o treinador possa fazer muitas variações táticas na equipe, até mesmo sem trocar as peças.

Planejamento 2015

Depois de um ano de 2014 cheio de turbulências no Brasileirão, a expectativa para este campeonato é de que o Flamengo brigue na parte de cima da tabela. Apesar de não entrar como um candidato ao título, o time de Vanderlei Luxemburgo tem como objetivo voltar à Taça Libertadores em 2016 e o treinador quer mostrar que ainda pode fazer mais que livrar o time do rebaixamento.

A base mantida em relação ao ano passado e as contratações pontuais do início de 2015 colocam o Flamengo em um nível mais alto, mas o elenco ainda carece de algumas peças. O alívio no caixa pode fazer com que novos reforços cheguem para suprir as últimas carências, principalmente um meia de criação e provavelmente mais um lateral.

Quem deve aparecer no elenco principal do Flamengo com frequência são alguns jovens da base: Matheus Sávio, Jorge, Jajá e Douglas Baggio já estão ganhando alguns minutos na equipe e a expectativa é de que com o time longe da “zona da confusão” estes jogadores possam contribuir de forma positiva para o clube, contrariando as últimas apostas do rubro-negro, que acabaram não dando certo.

Estádio

O Flamengo terá mais uma vez o Maracanã a seu favor neste Campeonato Brasileiro. Jogando em casa, o rubro-negro tem sempre um bom retrospecto, contando com o apoio de sua fanática torcida, que é dita pelos adversários como um obstáculo a mais sempre que jogam no Rio de Janeiro.

Nos últimos dias surgiu a notícia de que o Flamengo estaria trabalhando na construção de um estádio na Gávea para mandar jogos onde o público seria pequeno, como por exemplo no estadual, visando o ano de 2016, quando Maracanã e Engenhão serão fechados para obras relacionadas aos Jogos Olímpicos. A diretoria do rubro-negro garante que as especulações não passam apenas de um sonho distante.

Construindo um estádio ou não, o Flamengo seguirá tendo uma identidade eterna com o Maracanã, casa do time durante a sua história, onde aconteceram grandes triunfos marcantes para o rubro-negro e também onde recentemente ocorreram algumas situações que não trazem boas lembranças para os torcedores. (Foto: Getty Images)

FICHA TÉCNICA

Nome: Clube de Regatas do Flamengo

Fundação: 17 de novembro de 1895

Mascote: Urubu

Títulos: 1 mundial de clubes (1981); 1 Libertadores (1981); 6 Brasileiros (1980, 1982, 1983, 1987*, 1992 e 2009); 3 Copas do Brasil (1990, 2006, 2013); 33 Campeonatos Carioca (1914, 1915, 1920, 1921, 1925, 1927, 1939, 1942, 1943, 1944,1953, 1954, 1955, 1963, 1965, 1972, 1974, 1978, 1979, 1979 (especial), 1981, 1986, 1991, 1996, 1999, 2000, 2001, 2004, 2007, 2008, 2009, 2011 e 2014)

Campanha no Brasileirão 2014: 10º

Expectativa para o Brasileirão 2015: parte de cima da tabela

VAVEL Logo