Sport empata sem gols com Central e consolida terceiro lugar no Pernambucano
Foto: Divulgação/FPF

Na tarde desse sábado (2), o Sport recebeu o Central na Ilha do Retiro no jogo de volta da disputa pelo 3º lugar do Campeonato Pernambucano. Com vantagem e podendo perder por até quatro gols, o Leão ficou no 0 a 0 diante da Patativa em uma partida sem muitas emoções para pouco mais de 3000 torcedores presentes.

O resultado positivo na soma dos dois confrontos levou o clube da Praça da Bandeira à Copa do Nordeste de 2016, enquanto os caruaruenses terão de iniciar na primeira fase do estadual do próximo ano. No primeiro tempo, o Sport tomou as ações do duelo, mas sem muita eficiência na hora das finalizações. No segundo, o embate foi mais parelho, mas também sem qualidade nos arremates por ambos. As falhas ofensivas, pelos dois lados, foram fundamentais para que o placar permanecesse inalterado desde o início.

Agora os rubro-negros focam na Copa do Brasil, quando enfrentarão a Chapecoense, na segunda fase, na próxima quarta-feira (6) em Chapecó. Os alvinegros, porém, só voltam aos gramados em julho, quando irão disputar o Campeonato Brasileiro da Série D, com tabela e grupos ainda indefinidos pela CBF. Será a quarta participação do escrete interiorano desde 2009 no certame, primeira edição da quarta divisão nacional.

Sport cria melhores chances, mas para nos próprios erros

Mesmo com a larga vantagem do 5 a 0 da ida, o Sport começou melhor a partida diante de um público reduzido na Ilha do Retiro. Apesar da superioridade dentro de campo, os donos de casa não conseguiam concluir as jogadas criadas, tanto pela direita, como pelo meio.

A primeira oportunidade rubro-negra em direção à meta de Beto veio somente com meia hora de bola rolando, mas sem levar muito perigo. O lateral-direito Vitor fez boa jogada pela direita de ataque e chutou com força, mas o camisa 1 do Central defendeu sem esforços e em dois tempos.

Pouco depois, a Patativa mostrou que estava ligada no jogo e tentou assustar a torcida presente. Luiz Fernando saiu bem por trás da marcação, se adiantou a Danilo e cabeceou muito próximo à trave esquerda de Magrão.

Na reta final, o Leão mostrou que a pressão no início do confronto foi melhor concluída, mas sem sucesso e em duas chances claras e manifestas de gol. Na primeira, Rithely fez bom lance em velocidade serviu o centroavante Joelinton, que saiu livre de marcaçao e chutou forte, mas esbarrou no arqueiro alvinegro. Depois, Régis passou pela marcação e chutou cruzado, sendo interceptado pelo goleiro.

Central começa melhor, mas Sport reage e placar permanece zerado

Assim como no primeiro tempo, os anfitriões começaram mais efetivos no campo ofensivo, mas sem concluir em gol e sem levar perigo. Com isso, a primeira oportunidade criada na segunda etapa veio com os visitantes. Juninho Silva fez bom lance pela direita e cruzou bem para Roger, que cabeceou com perigo em direção à meta defendida por Magrão.

Pouco tempo depois, a Patativa mostrou que tentaria reverter a larga desvantagem que tinha. Candinho bateu falta com força e a bola passou próxima à trave esquerda. Sentindo o bom momento dos alvinegros, Eduardo Baptista resolveu mudar o time para tentar dar novo fôlego. Cansados, Rithely e Régis deram lugar a Wendel e Élber, respectivamente.

Apesar das modificações, a partida ficou sem muitas emoções dos dois lados. O duelo ficou em ritmo mais lento que na etapa inicial, tanto que as equipes pouco chegavam ao ataque e não criavam bons momentos para empolgar os pouco mais de 3000 torcedores presentes à Ilha do Retiro. A última boa chance veio com Samuel, que arriscou de fora da área e viu Beto mandar no travessão.

VAVEL Logo