Eduardo Baptista esboça Sport para confronto ante Chapecoense com três mudanças
Eduardo Baptista tem apenas uma dúvida para escalar o Leão (Foto: Carlos Ezequiel Vannoni/Sport)

Com o término do campeonato estadual, chegou a hora do Leão virar a página e pensar apenas nas competições nacionais. Depois da garantia do terceiro lugar ante o Central, no sábado (02), os leoninos já vão ter um próximo compromisso nesta quarta-feira (06), às 22h00, contra a Chapecoense, na Arena Condá, em Santa Catarina. Para este embate, o técnico Eduardo Baptista deverá mandar a campo um time mais ofensivo, com três atacantes.

Entre os jogadores que devem deixar o time titular está o meia-atacante Diego Souza. A saída do atleta, entretanto, não acontecerá por questão técnica. O camisa 87 recebeu, do STJD, uma punição de dois jogos por conta de uma confusão após o apito final da partida de volta das semifinais da Copa do Nordeste. Apesar do veto inicial, os rubro-negros ainda estão com esperança de contar com Diego, pois o departamento jurídico do clube entrou com um pedido de reversão da pena no STJD.

Como a possibilidade de Diego Souza ficar fora é grande, o técnico Eduardo Baptista promoveu a entrada de Élber, que vinha sendo titular e acabou poupado da última partida do Pernambucano. Élber será o único jogador responsável pela armação das jogadas, pois Baptista colocará o Leão no 4-3-3. Além disso, ainda existe a possibilidade dos rubro-negros entrarem no 4-4-2, porém, será com três volantes.

Outro jogador que perdeu a vaga no meio-campo leonino foi Régis, que não apresentou um bom futebol ante a Patativa e terá seu lugar ocupado pelo atacante Samuel. Desta maneira, o setor ofensivo leonino terá Élber na armação e Samuel, Mike e Joelinton formando o ataque rubro-negro.

A terceira alteração será a manutenção do zagueiro Oswaldo improvisado na lateral-direita. Como foi titular durante grande parte do estadual, a volta de Vitor era dada como certa, mas o atleta ficou fora até da equipe reserva e só entrou no fim do treinamento. O jogador ficou treinando em separado, mas por um motivo bastante curioso. Perguntado sobre o caso, o comandante rubro-negro revelou que acabou esquecendo do lateral, mas confirmou Oswaldo como titular.

“Aconteceu um erro. Sempre quando montamos o time de baixo para o Vitor, Sinho é o atleta que treina entre os reservas. Iríamos testar Oswaldo e acabamos esquecendo do Vitor. Ele acabou ficando fora, mas é tanto que, no meio do treinamento, corrigi e coloquei ele no time B. Oswaldo fez boas partidas da lateral, além disso, a Chapecoense é forte nas jogadas de bola área e é uma boa característica de Oswaldo”, comentou.

Durante o treinamento, Eduardo Baptista ainda promoveu a entrada do volante Wendel no lugar no atacante Mike. Segundo Baptista, esta é a única dúvida para o embate com a Chapecoense. 

“Eu já tenho o time definido dentro da minha cabeça. Mas vou analisar alguns detalhes da Chapecoense e, além disso, eles também não definiram a equipe. Sendo assim, vou esperar. Fizemos alguns testes com dois sistemas e vou entrar com um ou outro. A minha dúvida é entre Mike ou Wendel”, revelou.

O rubro-negro da Ilha do Retiro deverá entrar campo com a seguinte formação: Magrão; Oswaldo, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha e Élber; Mike, Joelinton e Samuel.

VAVEL Logo