Guia VAVEL da Libertadores: Internacional x Atlético-MG

Pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América 2015, Internacional e Atlético-MG se enfrentarão pela 68ª vez na história. O clube colorado já possui dois títulos do torneio intercontinental, conquistados em 2006 e 2010, enquanto o Galo conquistou sua primeira Libertadores em 2013 após uma árdua e sofrida campanha. Na fase de grupos, o Inter encerrou a 6ª rodada liderando o Grupo 4 com 13 pontos. O Atlético, por sua vez, foi vice-líder do Grupo 1 com nove pontos, três a menos do líder Santa Fé-COL.

Entre os dois times do confronto, a equipe gaúcha apresentou melhor campanha no torneio e com isso ganha a vantagem de decidir o embate jogando no Beira-Rio, seu respectivo estádio. Apesar disso, o Atlético-MG não se intimida e, assim como os Colorados, vem em briga forte visando a classificação para se manter na luta por mais uma conquista da América.

Histórico de confrontos

Internacional e Atlético-MG já são adversários de longa data. O primeiro embate entre as equipes aconteceu no fim dos anos 60. Disputando o torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1967, Inter e Galo se enfrentaram pela primeira vez. A partida disputada no Mineirão pela primeira fase do torneio terminou sem gols.

Ao todo, 67 partidas foram protagonizadas entre as equipes, sendo 30 vitórias dos gaúchos, 18 dos mineiros e 19 empates. No Beira-Rio, 34 jogos foram realizados. O Inter venceu 20 vezes contra quatro triunfos do Galo, além dos dez empates.

Pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014, Internacional e Atlético-MG se enfrentaram pela última vez e quem levou a melhor foram os gaúchos, que venceram por 2 a 1. Os gols dos colorados foram assinalados por Rafael Moura e Fabrício. Dodô balançou as redes uma vez a favor do Galo.

A última vitória do Atlético-MG diante do Internacional aconteceu também no Brasileirão de 2014, mas na 17ª rodada, que foi disputada no Independência. O gol único de Diego Tardelli assegurou a vitória do Galo no embate.

Campanha do Internacional na Libertadores 2015

Liderando o Grupo 4 da fase inicial do torneio, o Internacional apresentou boa campanha e ficou entre os melhores colocados na fase de grupos da Libertadores. De seis jogos disputados, foram quatro triunfos dos gaúchos, um empate e apenas uma derrota. Ao final da primeira fase, a equipe colorada somou 13 pontos, tendo 13 gols pró e sete contra, assegurando seis no saldo de gols. O Internacional apresentou a quarta melhor campanha geral.

Data do confronto

Times em disputa e resultado

Rodada

17/02/2015

The Strongest 3 x 1 Internacional

26/02/2015

Internacional 3 x 1 Universidad de Chile

04/03/2015

Internacional 3 x 2 Emelec

18/03/2015

Emelec 1 x 1 Internacional

16/04/2015

Universidad de Chile 0 x 4 Internacional

22/04/2015

Internacional 1 x 0 The Strongest

A classificação da equipe colorada veio na vitória diante do The Strongest, no último confronto da fase de grupos. No Beira-Rio lotado com aproximadamente 41.000 pessoas, Valdivia foi o herói da noite e marcou o tento único da partida que encerrou a primeira fase de grupos com a equipe colorada liderando o Grupo 4.

Campanha do Atlético-MG na Libertadores 2015

O Atlético-MG encerrou a fase de grupos da Copa Libertadores na vice-liderança com nove pontos, ficando atrás apenas do Santa Fé-COL, com 12. Sem nenhum empate, o Galo venceu três e perdeu três partidas da primeira fase do torneio. Porém, isso não apagou o desempenho considerável da equipe mineira, que vem lutando por mais um título na Libertadores.

Data do confronto

Times em disputa e resultado

Rodada

18/02/2015

Colo-Colo 2 x 0 Atlético-MG

25/02/2015

Atlético-MG 0 x 1 Atlas

18/03/2015

Santa Fé-COL 0 x 1 Atlético-MG

09/04/2015

Atlético-MG 2 x 0 Santa Fé-COL

15/04/2015

Atlas 1 x 0 Atlético-MG

22/04/2015

Atlético-MG 2 x 0 Colo-Colo

Uma partida regada a drama. Assim foi definida a classificação do Galo para as oitavas de final da Libertadores no último jogo da fase de grupos diante do Colo-Colo. O gol no início somado ao pênalti perdido, a catimba da equipe chilena e o gol no fim garantiram bons picos de emoção na partida. O duelo foi adicionado à longa lista de jogos memoráveis da equipe mineira, que acabou levando o drama em decisões como uma de suas características. O gol de Lucas Pratto no primeiro tempo e de Rafael Carioca no segundo garantiram a classificação do Galo.

Destaques das equipes

Valdivia

Três gols nos últimos três jogos e titularidade em jogo no Internacional. Assim vem sendo a vida de Valdivia, jogador da equipe colorada que busca mais um título na Copa Libertadores da América. O jovem atleta está na disputa de seu espaço entre os titulares do Inter, mas ainda se mantém na reserva de Jorge Henrique, hoje lesionado.

Valdivia vem sendo o talismã da sorte do clube gaúcho e também anda apresentando boa atuação. O “genérico” vem adotando a comemoração do chileno Valdivia, atleta com quem é comparado pela aparência. O “chororô” do Mago também é usado pelo jogador colorado, que pode ser uma peça fundamental para o Internacional na fase eliminatória.

Lucas Pratto

Contratado para a temporada de 2015, o argentino Lucas Pratto foi destaque do Atlético-MG nos últimos jogos, principalmente na decisão da classificação para as oitavas da Copa Libertadores. Quando o centroavante estava lesionado, o Galo sofreu a perda e foi derrotado nos dois primeiros jogos.

Com oito gols na temporada, Pratto sagrou-se herói na classificação da equipe mineira para a decisão do campeonato estadual diante do Cruzeiro, além de ter sido destaque na vitória por 2 a 0 diante do Colo-Colo que garantiu a continuidade do time na competição intercontinental.

Treinadores

Diego Aguirre

Ex-jogador do Internacional no fim da década de 1980, Diego Aguirre chegou ao clube como técnico para a temporada de 2015. Antes de assumir a equipe colorada, o uruguaio comandava o Al-Gharafa, do Catar. Porém, sua atuação como técnico mais expressiva aconteceu em sua segunda passagem pelo Peñarol, sendo vice campeão da Copa Libertadores da América 2011.

Levir Culpi

Após pendurar as chuteiras no ano de 1987, no Juventude, Levir Culpi iniciou sua jornada como técnico e mostrou seu talento na área quando passou pelo comando dos três grandes clubes do Paraná: Atlético Paranaense, Coritiba e Paraná Clube. Seu destaque nacional cresceu quando assumiu o Cruzeiro, sagrando-se campeão da Copa do Brasil de 1996. Na Libertadores de 1992, Levir Culpi conseguiu levar o Criciuma às quartas-de-final.

No Atlético-MG, o treinador teve, ao todo, quatro passagens, contando com a temporada atual. A primeira passagem aconteceu entre 1994 e 1995. A segunda foi no ano de 2001. Na terceira passagem, Levir Culpi reergueu o Galo, trazendo-o de volta à elite do futebol brasileiro em 2006. Com a mesma base, foi campeão mineiro em 2007. Retornando ao comando da equipe mineira no ano de 2014, o técnico conseguiu apresentar excelente temporada com o time nas vitoriosas campanhas da Recopa Sul-Americana e na Copa do Brasil, feitos que influenciaram em sua renovação com o clube.

VAVEL Logo