Argel elogia desempenho do Figueirense mesmo após derrota: "Fizemos um jogo equilibrado"
Técnico do Figueira está confiante para partida de volta (Foto: Divulgação/Figueirense)

Em jogo válido pela partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil 2015, Avaí e Figueirense se enfrentaram no maior clássico de Santa Catarina, na Ressacada. O único gol da partida, marcado por Anderson Lopes ainda no primeiro tempo, garantiu a vitória do Leão por 1 a 0 e obriga o Figueira a vencer a partida da volta por dois gols ou mais de diferença se não quiser levar a decisão para os pênaltis.

Na entrevista coletiva após a partida, o técnico Argel Fucks analisou a partida e procurou focar nos pontos fortes da sua equipe, encarando o resultado com naturalidade e mostrando confiança para o segundo jogo na semana que vem.

Foi um jogo bem disputado, com as duas equipes buscando o gol. A eliminatória ainda está aberta, tivemos umas três oportunidades claríssimas de gol, mas novamente não tivemos a competência pra fazer. Tomamos um gol de contra-ataque, numa jogada que era nossa. Mas o mais importante foi que a equipe correu, fizemos um jogo de igual para igual e saímos para cima do adversário, não jogamos todos atrás. Precisamos trabalhar mais essa semana, principalmente finalização.

Em uma semana agitada, o Figueirense saiu da decisão do Campeonato Catarinense no domingo passado, jogou o clássico no meio de semana e já no próximo domingo estreia no Campeonato Brasileiro. Questionado sobre isso, Argel preferiu não culpar a sequência de jogos pela derrota. “A gente numa reclamou da maratona de jogos, porque se a gente trabalha num clube grande precisa estar preparado pra isso. O importante é poder confiar em todos os jogadores, não dá pra você repetir a equipe todo jogo, a gente está acostumado com isso”.

Somando os dois jogos da final do estadual e o clássico de ontem, o Figueirense já está a três partidas sem marcar gols e Argel também comentou sobre isso. “Com certeza preocupa, você dá oportunidade para um, para outro, e daqui a pouco a gente acha, vai encaixar. O mais importante é que a equipe está criando, se não estivesse levando perigo nenhum ao adversário consequentemente eu ficaria mais preocupado. É questão de acertar a mira e pôr a bola para dentro”.

Quanto as várias discussões entre jogadores do Figueirense no jogo, o técnico foi sucinto. “Eu acho isso muito sadio, quando um jogador cobra do outro é espetacular. Da minha parte eles tem carta branca pra fazer isso”, afirmou.

Figueirense e Avaí fazer o jogo da volta pela classificação na próxima quarta (13), às 22h, no Orlando Scarpelli. Antes disso, os dois estreiam pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo (10). O Figueira enfrenta o Sport fora de casa às 16h, e o Avaí recebe o Santos na Ressacada às 18h30.

VAVEL Logo