Fortaleza aproveita falhas defensivas do Coritiba, vence e abre vantagem na Copa do Brasil
(Foto: Divulgação/Coritiba)

O Fortaleza soube aproveitar bem as falhas adversárias para sair vencedor no confronto desta noite. Em partida realizada na Arena Castelão, o Leão do Pici levou a melhor e venceu o Coritiba por 2 a 1. Os gols tricolores foram marcados por Wanderson e Adalberto, enquanto Rafhael Lucas descontou para o Alviverde.

Para o segundo confronto entre as equipes, o Leão do Pici precisa apenas de qualquer empate para seguir na competição, considerada a mais democrática do país. Do outro lado, o Coxa precisa vencer por 1 a 0 ou por qualquer placar com vantagem acima de dois gols. Nova vitória por 2 a 1 leva a disputa às penalidades máximas.

O próximo jogo está marcado para a próxima quarta-feira (13), às 22 horas, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba.

Primeira etapa equilibrada resultou em empate no placar

Nos primeiros minutos, o Coritiba partiu mais para o ataque. Com o tempo, o Fortaleza conseguiu restabelecer o seu mando de campo, com forte posse de bola e intensa marcação sobre a equipe adversária. A primeira oportunidade de gol veio com o Leão do Pici. Aos 13 minutos, Helder perdeu o controle da pelota, Wanderson ficou com a sobra e mandou por cima do gol.

O Coritiba tinha dificuldade em chegar ao ataque. Quando chegava, a jogada era interrompida, pois os jogadores estavam em posição irregular. Uma falha defensiva da equipe alviverde resultou na abertura do placar, aos 23 minutos. Rosinei tentou fazer um lançamento para o campo de defesa, mas a dupla de zaga formada por Leandro Almeida e Welinton falhou e a bola ficou livre para Wanderson, que acertou no canto esquerdo do goleiro Bruno e marcou o primeiro gol do Fortaleza no jogo.

Com a vantagem no marcador, o tricolor cearense chegava à meta adversária por meio do contra-ataque. Aos 29 minutos, Radar cruzou na medida certa e o goleiro Bruno se antecipou para fazer a intervenção antes que o ataque dos donos da casa ampliassem o marcador. Três minutos depois, Lúcio Maranhão acionou Wanderson em lançamento. O meia dominou, disputou a bola com a marcação e não conseguiu finalizar.

Aos 36 minutos, o Coritiba chegou ao gol de empate. Pedro Ken deu um passe na medida para o atacante Rafhael Lucas dominar a bola, encher o pé e igualar o marcador com um golaço. Aos 43, o Coxa quase conseguiu a virada. Pedro Ken finalizou, Deola deu rebote e Rafhael Lucas novamente chutou forte para outra defesa do arqueiro do Fortaleza.

Os donos da casa tiveram duas oportunidades incríveis de voltar à frente do marcador na mesma jogada. Aos 44 minutos, Daniel Sobralense desceu em velocidade pela direita e cruzou para Lúcio Maranhão. Sem goleiro, tentou fazer um gol com plasticidade, mas acertou o travessão. No rebote, o próprio Daniel Sobralense cabeceou por cima do gol, o que deixou a torcida furiosa.

Adalberto desequilibra e garante vitória do Fortaleza

A postura das duas equipes no segundo tempo, como destacada pelos dois treinadores, era completamente ofensiva. Uma vitória era importante, principalmente para os donos da casa, uma vez que ainda terá o segundo confronto entre os clubes. O Fortaleza aproveitou-se da jogada de bola parada para ficar mais uma vez na frente do placar. Aos sete minutos de jogo na etapa complementar, após cobrança de falta e falha do goleiro Bruno, o zagueiro Adalberto completou para o fundo das redes e marcou o segundo do Leão do Pici.

O gol do Fortaleza poderia servir como combustível para o Coritiba lançar-se ao ataque em busca de mais um empate. Mas isso não aconteceu e os donos da casa, conformados com o resultado, ficaram mais cautelosos, à espera de um erro do Coxa. As oportunidades de gol pouco vieram, e o Fortaleza voltou a atacar apenas aos 25 minutos, quando Tinga cruzou para Cassiano cabecear sozinho dentro da área e a bola sair pela linha de fundo.

O Fortaleza chegava com perigo ao ataque, enquanto o Coritiba não criava e nem conseguia finalizar de um modo que assustasse os mandantes. No decorrer da etapa final, as equipes pareciam estar mais preocupadas em marcar do que em atacar. Aos 38 minutos, o Coritiba armou um contra-ataque com Rafhael Lucas. O atacante tocou para Negueba, que finalizou pela linha de fundo depois de estar cercado por três marcadores.

VAVEL Logo