Paraná faz dever de casa e supera Ceará pelo placar mínimo na estreia da Série B
Foto: Divulgação/Paraná

Na noite dessa sexta-feira (8), Paraná Ceará se enfrentaram na fria Curitiba pela estreia da Série B do Campeonato Brasileiro. Em um jogo bastante pegado, a Gralha Azul venceu o Vozão pelo placar mínimo de 1 a 0, com um golaço do atacante estreante Henrique ainda no primeiro tempo.

Devido ao resultado positivo e o restante da rodada, os paranaenses largaram na frente e chegaram aos primeiros três pontos no certame, dividindo a liderança com Atlético-GO e Oeste, que venceram Boa Esporte e ABC, respectivamente. Os cearenses, no entanto, não pontuaram e ocupam a 19ª colocação.

Os tricolores agora voltam a campo na próxima sexta-feira (15), quando viajam até Recife para enfrentar o Santa Cruz, no Arruda, às 19h30. Os alvinegros, porém, farão o primeiro confronto dentro de seus domínios no próximo sábado (16), às 21h, diante do Atlético-GO no Presidente Vargas, em Fortaleza.

Paraná cria melhores chances e sai em vantagem com golaço

Apesar do início de temporada distinto nos respectivos estaduais, as equipes começaram o nacional nervosas, pecando na armação das jogadas ofensivas e no último passe, normal para uma estreia de campeonato. Empurrado pelo bom público que compareceu à Vila Capanema, o Paraná teve a primeira boa oportunidade no campo ofensivo, apesar do equilíbrio. Éder recebeu na esquerda e chutou forte, obrigando Luís Carlos a fazer boa defesa.

Mesmo mais acanhado, o Ceará mostrava que estava vivo no jogo. Ao trocar passes, o time alvinegro saía para procurar espaços e infiltrar na defesa paranista, que seguia tão sólida quanto à sua. O primeiro arremate em direção à meta de Marcos veio somente na metade da etapa inicial, com o volante Uillian Correia. O cabeça de área arriscou de fora de área, mas para defesa segura do camisa 1.

Com meia hora de bola rolando, o treinador Silas foi obrigado a fazer uma modificação. Substituto de Samuel Xavier - que foi para o Sport - na lateral-direita, Tiago Cametá sentiu um desconforto muscular e deu lugar ao volante Everton, que entrou improvisado na função.

No minuto seguinte, o placar foi inaugurado em favor dos mandantes. Após boa jogada, o meia Éder driblou até o arqueiro cearense e serviu o atacante Henrique, estreante na noite. O ex-jogador do XV de Piracicaba, que estava livre de marcação, mandou de letra e estufou as redes pela primeira vez na Série B.

Com a saída do Magnata para o Fluminense, o Vozão não tinha ligação ao ataque e continuava por falhar no campo ofensivo, permanecendo sem criatividade. Alheio a isso, o comandante foi obrigado a novamente realizar uma alteração. Após receber pancada no rosto, o goleiro Luís Carlos deu lugar a Tiago Campagnaro, que não trabalhou nos minutos finais.

Paraná administra vantagem e sai vitorioso na estreia

A etapa final começou com o mesmo equilíbrio da inicial, com as melhores oportunidades ofensivas em favor dos anfitriões, porém seguiu bastante pegada. Antes dos primeiros dez minutos, o time paranista teve duas chances de ampliar o placar construído. Na primeira, a bola veio alçada na pequena área após cobrança de falta, mas ninguém alcançou. Na segunda, Jean cabeceou depois de escanteio e mandou rente à trave esquerda.

Assim como nos 45 minutos iniciais, o confronto seguiu bastante pegado, com muitos cartões amarelos para os dois lados e poucos lances ofensivos, fazendo os goleiros seguirem como mero espectadores. Assim como o comandante alvinegro, Nêdo Xavier foi forçado a mexer na equipe por conta de contusão. O zagueiro Zé Roberto deu vez a Cleiton.

Tentando explorar os erros defensivos dos mandantes, os visitantes chegavam cada vez mais contundentes ao ataque, mas ainda sem muita criatividade. Em um dos lances de falha paranaense, o goleiro Marcos saiu mal da barra, mas depois se recuperou e evitou o empate dos cearenses.

Oito minutos em campo, Cleiton também sentiu lesão e forçou o treinador a mexer pela segunda vez na defesa. Em seu lugar, entrou Luiz Felipe, enquanto Silas tirou Marcos Aurélio e promoveu a entrada de Robinho em busca a todo custo da igualdade no marcador. A pretensão ofensiva, contudo, foi freada com a expulsão de Everton, que estava improvisado na lateral-direita.

VAVEL Logo