Argel registra boletim de ocorrência após ser agredido por Eduardo Costa
Argel provocou Avaí após classificação: "Deu a lógica" (Foto: Luiz Henrique/Figueirense)

A confusão que aconteceu após o jogo que deu a classificação Figueirense contra o Avaí pela Copa do Brasil foi parar na polícia. O técnico alvinegro, Argel Fucks, compareceu à Delegacia de Polícia para registrar queixa por lesão corporal contra o volante Eduardo Costa. O jogador avaiano acertou um soco no rosto de Argel depois de os dois discutirem no gramado do Orlando Scarpelli.

Na entrevista coletiva concedida no Scarpelli depois da partida, Argel insinuou que tinha sido agredido, mas não deu detalhes. "É só olharem as imagens. Isso é extracampo do futebol". O treinador alvinegro também comemorou a classificação e aproveitar para provocar o rival.

"A sensação de vencer um clássico é espetacular. Pelo Figueirense, é a primeira vez que eu joguei em casa. E jogamos de maneira espetacular. E não adianta fazer guerra com a gente, somos especialistas nisso. Fizemos o gol, fomos mais inteligentes, aguentamos a pressão. Quando a gente foi lá, ninguém perdeu a cabeça. Depois dizem que meu time é de bandido. Alguns vão ficar felizes com a minha permanência, outros mais tristes. (...) Para encerrar, queria dizer uma coisa: deu a lógica, o vice-campeão ganhar do lanterna do Catarinense", finalizou.

A agressão não foi percebida pelo árbitro, que não relatou na súmula. Célio Amorim apenas explicou no documento que houve confusão causada pelo maqueiro do Figueirense, que provocou "a equipe adversária executando a dança do créu". Veja o texto completo abaixo.

O Figueirense enfrenta na terceira fase da Copa do Brasil o Botafogo, ainda sem datas confirmadas.

VAVEL Logo