Com força máxima, Sport e Santos se enfrentam na terceira fase da Copa do Brasil

Na noite desta quarta-feira (20), às 22h, Sport e Santos se enfrentam na Ilha do Retiro pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Em momentos semelhantes na competição e no Brasileirão, as equipes entram em campo com força máxima, mesmo cientes de que, caso sejam eliminadas, garantirão vaga na Copa Sul-Americana da atual temporada.

Após ser derrotado pela Chapecoense por 2 a 0 na primeira partida da segunda fase, o Leão superou pelo mesmo placar na volta, levando à disputa de pênaltis. Com o brilho do goleiro Magrão, que está ausente por conta de uma luxação no ombro direito, o time rubro-negro se classificou após as cobranças da marca da cal.

Com situação tão complicada quanto, o Peixe foi com os reservas no primeiro encontro com o Maringá e ficou no empate em 2 a 2. No segundo, no entanto, venceu pelo placar mínimo com Ricardo Oliveira, artilheiro do ano, e assegurou a vaga.

O responsável por comandar a arbitragem é o sergipano Cláudio Francisco Lima e Silva, pertencente ao quadro estadual. Ele será auxiliado pelos conterrâneos Victor Oliveira Cruz e Eric Nunes Costa, integrantes do escalão da CBF.

Motivado pela boa fase, Sport entra com time titular modificado

Vivendo bom momento após fracasso na Copa do Nordeste e no Campeonato Pernambucano, o Sport vem se recuperando devido às boas atuações de Diego Souza. Para o confronto com o Santos, porém, o treinador Eduardo Baptista terá quatro desfalques certos, seja por lesão ou por imposição do regulamento.

Ídolo da torcida leonina, o goleiro Magrão desfalca a equipe por conta de uma luxação no ombro, que o afastará dos gramados por 45 dias. O camisa 1 será substituído por Danilo Fernandes, que se vê pronto para substituí-lo. Outro que também está vetado é o atacante Samuel, com dores na coxa, e quem assume a posição é o centroavante Joelinton.

Além deles, o lateral-direito Samuel Xavier, que fez sua estreia diante do Flamengo, e o zagueiro Matheus Ferraz não poderão atuar por já terem atuado na competição por Ceará e Boa Esporte, respectivamente. Os atletas verão Vitor e Ewerton Páscoa ganharem um espaço no time.

Leão só tem o desfalque do atacante Samuel, com dores na coxa, para duelo com Peixe (Foto: Divulgação/Sport)

A única dúvida para o duelo é a presença do meia Élber, poupado da última movimentação por conta do desgaste físico e que fez apenas um trabalho de musculação, mas com grandes probabilidades de estar entre os 11. Caso não entre, a vaga será assumida pelo jovem Neto Moura, que se recuperou de um problema no púbis e se diz com vontade de ajudar o Leão a vencer.

"Infelizmente aconteceu de eu me machucar quando vinha tendo uma sequência boa no time. Mas futebol é isso mesmo, acontece. Agora o importante é que estou podendo voltar a jogar e estou motivado para ajudar o Sport", comentou o meio-campista rubro-negro.

Quem elogiou a promessa do escrete da Praça da Bandeira foi o técnico, que exaltou as características do jogador e citou sua importância no meio-campo: "Neto tem uma característica que eu gosto muito no meio. Sem a bola ele sabe ser volante e com a bola sabe ser um meia. Gosto dele jogando pelo meio porque dá equilíbrio ao time", declarou o comandante.

Santos vem com força máxima e sem dúvidas para jogo com Leão

Sem fazer muito mistério no Santos, Marcelo Fernandes decidiu por trazer força máxima ao Recife. No último treino realizado no CT Rei Pelé, na última terça-feira (19), confirmou que não poupará os ditos titulares para o confronto com o Sport. Na movimentação, o experiente volante Renato deu um susto ao sair antes do fim, mas não preocupa o departamento médico.

Por outro lado, o colombiano Valencia, companheiro de posição, retornou do seu país natal onde foi conhecer a filha de três meses e já com vaga entre os 11 e na cabeça de área, fechando o meio-campo ao lado do ex rubro-negro Lucas Lima. O articulador do Peixe, inclusive, é o principal nome da temporada, pois é o responsável por dar mais assistências, com seis passes direto para gol.

De resto, o esqueleto alvinegro será o mesmo que bateu o Cruzeiro no último domingo (17), na Vila Belmiro, pela 2ª rodada do Brasileirão 2015. Confiante que possa surpreender na Ilha do Retiro, o jovem atacante Geuvânio credita o seu crescimento em 2015 aos conselhos que recebe de Robinho e Ricardo Oliveira, com quem forma o trio de ataque da equipe.

Equipe santista encerrou preparativos no CT Rei Pelé (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

"Eles são pessoas que conseguiram tudo no futebol. Quando me orientam e falam de algo que está errado, é porque eles estão sabem o que é correto. Eu procuro escutá-los. Eles sabem a hora certa de atacar, defender. Com os conselhos deles fica fácil", afirmou o centroavante santista.

Bicampeão pernambucano pelo Náutico - arquirrival rubro-negro - como jogador em 2001 e 2002, o comandante alerta para as dificuldades a serem encontradas, mas pondera que a postura como visitante vem agradando e exalta a qualidade do duelo.

"Jogar contra o Sport, na Ilha do Retiro é muito difícil. Mas o Santos está preparado, já mostrou isso como visitante nesse ano. Na parte tática, estão cumprindo o que pedimos. Vamos fazer um bom jogo, mas é difícil jogar nesses estádios. Gol fora nos dá vantagem boa e não podemos tomar gol", comentou Marcelo.

VAVEL Logo