Após incidentes no La Bombonera, River Plate recebe o Cruzeiro pelas quartas da Libertadores

River Plate e Cruzeiro entram em campo nesta quinta-feira (21), às 22h, no Monumental de Nuñez, para iniciar a disputa das quartas de final da Copa Libertadores da América, após muitas dúvidas sobre quem seria o adversário da Raposa na atual fase da competição.

O River não teve vida fácil para chegar até aqui. Pelo primeiro jogo das oitavas de final da competição sul-americana, a equipe do técnico Marcelo Gallardo encontrou logo de cara o Boca Juniors, mas venceu por 1 a 0, gol de Carlos Sánchez. Já na partida de volta, disputada no La Bombonera, futebol passou longe do estádio, que foi palco de incidentes gravíssimos, onde torcedores do time da casa, lançaram sprays de pimenta contra os jogadores do River, que ficaram impossibilitados de disputar o restante da partida, que teve fim no intervalo. Após as cenas lamentáveis, a Conmebol decidiu que o River Plate passaria para as quartas de final da Libertadores.

A Raposa também passou dificuldades nas oitavas de final, mas, dentro de campo. A equipe do técnico Marcelo Oliveira enfrentou o São Paulo, no Morumbi, pelo jogo de ida e acabou derrotada por 1 a 0 com gol de Centurión. Uma semana depois, no Mineirão, Leandro Damião fez 1 a 0 para o Cruzeiro no tempo normal, em uma partida que a equipe mineira mostrou muita disposição, e com o gol marcado, os dois times decidiram a vaga nas quartas de final, nos pênaltis. A Raposa venceu o Tricolor Paulista por 4 a 3 e avançou para a próxima fase da competição sul-americana.

Na fase de grupos, o River Plate foi o pior classificado da Libertadores, somando apenas sete pontos, tendo vencido apenas uma partida, perdido outra, e empatando outros quatro duelos. Já a Raposa ficou em primeiro lugar no grupo 3, com onze pontos ganhos, vencendo três partidas, empatando duas e perdendo apenas uma. Por esse motivo, o Cruzeiro jogará a segunda e decisiva partida contra o River, no próximo dia 27, no Mineirão.

Marcelo Gallardo esquece incidente por um momento e cobra foco no Cruzeiro

O técnico do River Plate, Marcelo Gallardo, como o restante da equipe, ainda lamenta o incidente ocorrido no La Bombonera na quinta-feira passada (14), e seguem se recuperando. Os jogadores mais afetados com o spray de pimenta lançado pela torcida do Boca Juniors, foram o lateral Vangioni, os volantes Kranevitter e Ponzio, além do zagueiro Funes Mori e do meia-atacante Driussi.

Este último é desfalque certo para a partida desta noite. O jogador passou vários dias hospitalizado, apresentando quadro de menegite, e, após exames, foi constatado que Driussi também sofreu uma leve inflamação no cérebro. O meia-atacante recebeu alta do hospital na última segunda-feira (18) e ficará um tempo repousando em sua residência, antes de voltar a fazer treinos leves, com isso, o atleta será desfalque para o River na partida de volta pelas quartas de final, em Belo Horizonte.

Nos últimos treinos, Marcelo Gallardo tem feito de tudo para esconder a escalação oficial que entrará em campo para enfrentar o Cruzeiro. Em entrevista coletiva, o treinador do River falou mais sobre a confusão ococorrida no estádio do Boca Juniors, mas, apesar da tristeza ao falar sobre o assunto, Gallardo pediu foco na Raposa e garantiu que a equipe irá entrar na partida com determinação.

“Além do que foi vivido, temos que focalizar a competição. Estamos a poucos dias de voltar a jogar. Desde a manhã dessa segunda-feira, nosso plantel e corpo técnico estão focados no que será a partida contra o Cruzeiro” afirmou o treinador.

Cruzeiro desembarca em Buenos Aires confiante na classificação

A equipe do Cruzeiro chegou a Buenos Aires na madrugada desta quarta-feira (20), junto com alguns torcedores que vieram direto de Belo Horizonte, para acompanhar o duelo. Torcida esta que esgotou os 2 mil ingressos destinados aos cruzeirenses, porém terão a companhia de 55 mil sócios-torcedores do River Plate que confirmaram presença no jogo. Mas nem com a presença maciça dos torcedores adversários, o Cruzeiro deixa de acreditar na classificação para às semifinais da Libertadores.

O técnico Marcelo Oliveira realizou uma atividade com os jogadores na Toca da Raposa II nesta terça-feira (19), antes do embarque para a Argentina. No treinamento, Marcelo fez trabalhos técnicos com os atletas, porém poupou cinco deles das atividades em campo: Mayke, Gabriel Xavier, Bruno Rodrigo, Willians e Marquinhos, em função do desgaste sofrido nas últimas partidas da equipe mineira. O treinador não poderá contar com Willian Farias, que está no departamento médico do clube após sofrer problemas no púbis, além do atacante Joel, que ficou em Belo Horizonte por problemas burocráticos, em relação ao seu visto de trabalho.

No desembarque no Aeroporto de Ezeiza, o atacante Willian demonstrou bastante confiança na classificação da equipe. Para o "bigode", o elenco deverá tomar a partida contra o São Paulo como exemplo, para seguirem vivos na competição sul-americana.

"Eu acho que não temos que mudar nossa forma de jogar. Temos que tomar como exemplo a partida contra o São Paulo, no Mineirão. Cada um deu tudo de si e tirou um algo mais. É isso que a gente tem que levar pra dentro de campo, independente de quantas pessoas estejam no estádio. Isso só nos motiva. No campo, são 11 contra 11, e nós estamos muito focados pra conseguir um bom resultado", ressaltou Willian.

VAVEL Logo