Gastón Filgueira tem problemas particulares e pode desfalcar Náutico diante do Flamengo
(Foto: Divulgação/Náutico)

O técnico Lisca ganhou mais um problema para definir o time principal do Náutico no confronto ante o Flamengo, a ser realizado às 22 horas desta quarta-feira (28), no Maracanã, pela terceira fase da Copa do Brasil. Sem poder contar com Ronaldo Alves e Hiltinho, que já disputaram a atual edição do torneio por outros clubes, com Diego, suspenso, e com Patrick Vieira, contundido, o nome de Gastón Filgueira também pode ser relacionado entre aqueles que não vão estar em campo no Rio de Janeiro.

Segundo informações provenientes do próprio treinador do Timbu, Gastón viajou às pressas para Montevideo, capital do Uruguai, para resolver problemas particulares. Um parente próximo está muito doente e foi necessário o deslocamento do lateral-esquerdo para a cidade natal. Lisca deixou claro que a decisão de participar do jogo da noite desta quarta é exclusiva do jogador. Se não poder entrar em campo, Piauí será o substituto.

O comandante alvirrubro deu mais detalhes sobre a situação do jogador: “Conversei com ele ontem e um familiar dele está muito doente. Gastón é praticamente o chefe da família. Os familiares protelaram a informação sobre a doença e ele ficou bem chateado. Espero contar com ele, mas você sabe como são problemas familiares. Ele treinou em Montevideo. Espero que ele encontre conosco no Rio de Janeiro, mas estamos preparados para jogar com ele ou sem ele. Se não puder jogar, Piauí joga”, disse.

Com desfalques na defesa e no meio de campo, Lisca terá um trabalho enorme para definir o time. Contudo, os jogadores mais versáteis, que já atuaram em outras posições de maneira improvisada, mostraram disposição a ajudar a equipe, ainda que sejam demovidos de sua posição habitual. Exemplo disso é William Magrão. O volante já atuou como zagueiro no Red Bull Brasil durante o Campeonato Paulista deste ano e pode ser deslocado para a defesa.

O jogador explicou que não sente tantas dificuldades ao jogar no setor defensivo e que esse assunto foi discutido com o próprio técnico Lisca durante a negociação junto ao Náutico: “Lisca não decidiu ainda se eu continuo de volante ou se vou para a zaga. Se eu for ser zagueiro, é muito tranquilo, porque joguei assim com o Fabiano Eller no Campeonato Paulista. Mas vamos aguardar o que vai acontecer."

"Quando eu conversei com Lisca, antes de vir para cá, ele perguntou onde eu queria jogar. Eu disse que em qualquer posição estava tranquilo, faço de forma agradável. Eu quero fazer um jogo muito bom e esperamos sair com o resultado positivo de lá”, disse William Magrão.

O time do Náutico está indefinido, mas caso não haja nenhuma improvisação, a provável escalação inicial deve ser formada por: Júlio César; Guilherme, Flávio (Niel), Fabiano Eller e Piauí (Gastón Filgueira); João Ananias, Marino, William Magrão e Pedro Carmona; Rogerinho e Douglas.

VAVEL Logo