Marcelo Oliveira pede desculpas à torcida do Cruzeiro por “erros inadmissíveis” contra River
Foto: Gualter Naves/Lightpress/Cruzeiro

Depois de perder sua mãe, Luiza Raimunda Oliveira Santos, de 86 anos, na virada de segunda para terça-feira (26) – vítima de câncer no intestino e no fígado –, o treinador Marcelo Oliveira levou mais um baque na noite desta quarta-feira (27). O Cruzeiro sucumbiu perante o River Plate, perdeu por 3 a 0 em pleno Mineirão lotado e deu adeus à Copa Libertadores da América nas quartas de final.

Após a partida, o comandante da Raposa se mostrou abalado com a derrota vexatória, pediu desculpas à torcida, que antes de a bola rolar no Mineirão fez uma grande homenagem à sua mãe, e ressaltou os “erros inadmissíveis” cometidos diante dos argentinos.

Foi uma combinação de coisas ruins, uma noite muito infeliz do Cruzeiro com um grande jogo do adversário. Eu procurei fazer aquilo que poderia, abrimos o time, mas não foi suficiente. Alguns jogadores foram muito abaixo individualmente, erros inadmissíveis em qualquer jogo. Mas, não há culpado, há responsáveis e somos todos responsáveis. A gente lamenta, pede desculpa à torcida, que fez o seu papel muito bem, confiou, como confiávamos também”, analisou.

Perguntado sobre o elenco de 2015, cujo ainda não encantou da mesma maneira àquele de 2013 e 2014, Marcelo Oliveira justificou que o atual é menos brilhante. “O time atual do Cruzeiro precisa competir muito para que as coisas saiam. Precisa transpirar mais. A transformação [do elenco] foi substancial, não fico reclamando disso, mas vou sempre lamentar, não só pelo Cruzeiro, mas pelo futebol brasileiro, pois jogadores se destacam e saem. Não se forma time”, explicou.

A cada momento, temos que mudar uma peça ou outra, remontar. O time [atual] não é tão brilhante e encantador como antes, então precisa correr muito, jogar competitivamente, ganhando a segunda bola e imprimir velocidade para fazer bons contra-ataques e buscar o gol. Hoje, faltou transpiração. A inspiração pode ter limite, mas a transpiração não pode faltar nunca”, acrescentou o treinador.

O Cruzeiro tentará se recuperar da eliminação na Libertadores no domingo (31), quando enfrenta o Figueirense, no Orlando Scarpeli, às 18h30, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Marcelo Oliveira quer seu time pronto para vencer a primeira no certame nacional.

Temos que nos ajustar, apesar de não haver tanto tempo para isso. Mas espero que seja o suficiente para que possamos retomar a caminhada no Brasileiro, começar a pontuar, a acumular pontos e vitórias. Assim poderemos seguir o nosso caminho até o fim do ano”, destacou.

VAVEL Logo