Boa Esporte e Paysandu duelam na Série B buscando tranquilidade
Foto: Divulgação/Boa Esporte

Na tarde deste sábado (30), Boa Esporte e Paysandu vão entrar em campo para duelar pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, às 16h30, no estádio do Melão, em Varginha, Minas Gerais. O embate colocará frente a frente dois escretes que estão precisando dos três pontos para respirar aliviado e se afastar da zona de rebaixamento neste início de competição. 

O Boa Esporte entrou em campo pela Série B na tarde do último sábado (23). A Coruja acabou conseguindo um resultado, de certa forma, satisfatório, pois empatou com o Paraná, por 1 a 1, fora de casa. Entretanto, o início de competição não é bom. Em três jogos, foram duas derrotas e apenas um gol marcado. Com isso, a vitória ante o Papão é fundamental para os comandados de Ney da Matta.

Já o Paysandu entrou em campo no mesmo dia, mas o resultado foi diferente. Os paraenses venceram o Ceará por 2 a 1, no estádio do Mangueirão, no Pará, e somaram os primeiros três pontos na segunda divisão, ficando assim na 14ª colocação. A vitória trouxe fez o técnico Dado Cavancanti ganhar mais tranquilidade, porém, um terceiro tropeço em quatro jogos poderá trazer uma grande pressão.

O embate terá como árbitro um carioca. Trata-se de Pathrice Wallace Corrêa Maia, 31 anos, que pertence ao quatro de árbitros da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O mesmo fará seu primeiro jogo na Série B do Campeonato Brasileiro. João Luiz Coelho Albuquerque e Gabriel Conti Viana, ambos do Rio de Janeiro, serão os auxiliares..

Ney da Matta faz alterações para tentar aliviar pressão e vencer a primeira

Pressionado, o técnico Ney da Matta precisa dá uma resposta rápida aos diretores do Boa Esporte. Isto só poderá acontecer de uma maneira: vencendo o Paysandu. Desta forma, o comandante da equipe da terra do ET vai promover algumas alterações para tentar conseguir os três pontos na Série B do Campeonato Brasileiro.

O grande problema do Boa Esporte está no ataque, que não funcionou ainda nesta competição, marcando apenas um gol – no empate na última rodada ante o Paraná, em Curitiba. Com isso, a diretoria anunciou contratações durante a semana, entretanto, apenas uma foi para o setor ofensivo. Trata-se de João Paulo, que estava atuando no Democrata-MG. Os demais contratados foram os volantes Radamés e Alê.

Radamés será a grande novidade do confronto desta tarde. O volante deverá fazer sua reestreia já entre os titulares. A Coruja ainda terá outras três novidades entre os 11 que vão iniciar o embate. Raphael Silva deve ser titular na vaga de Wallace, enquanto Bruno e Ualisson Pikachu disputam um lugar na lateral-esquerda, deixando Pirão no banco de reservas.

O time também terá seu esquema modificado. Marcelo Sabino foi sacado por Ney da Mata, com isso, o volante Wendel será o titular. O meio-campo ficará formado com dois volantes (Wendel e Radamés) e dois meias de criação (Mardley e Danielzinho). No ataque, Cléo Silva e Rodrigão vão tentar colocar um fim na escassez de gols.

Satisfeito com futebol da equipe, Dado Cavalcanti repete formação pela terceira vez seguida

No futebol, um dos seus princípios mais conhecidos é o seguinte: “em time que está ganhando, não se mexe”. A velha máxima também servirá para o técnico Dado Cavalcanti, que não promoverá modificações no Papão para o embate ante o Boa Esporte, em Varginha, Minas Gerais. Com isso, o clube paraense terá os mesmos jogadores entre os titulares pela terceira vez seguida em quatro rodadas da competição.

Motivo da manutenção da formação é bem simples: dar um entrosamento maior a equipe. De acordo com o técnico Dado Cavalcanti, o desempenho do Papão nas últimas partidas foi satisfatório e poderá melhorar ainda mais com a sequência. Além disso, o comandante projetou um embate difícil com a equipe mineira.

“É muito importante ter entrosamento no começo da competição. Não podemos fazer várias alterações, pois nosso time vem atuando bem e mostrando evolução a cada rodada. Isso pode até ser um diferencial a nosso favor. O Boa Esporte não vive grande fase, ainda não venceu, no entanto, não podemos nos enganar, pois nunca é fácil jogar em Varginha. É preciso ter concentração para conseguirmos sair de á com os três pontos”, pontuou treinador.

A ausência do Paysandu no confronto será do meia-atacante Rogerinho. Ele até se recuperou de uma lesão, contudo, sequer foi relacionado pelo comandante bicolor. Já o volante Fahel ficou fora do treinamento da quarta-feira (27), mas trabalhou normalmente nos dias seguintes e não deverá ser problema. Ele atuará ao lado de Ricardo Capanema, Jhonnatan e Carlos Alberto. Enquanto, Aylon e Leandro Cearense vão formar o ataque.

VAVEL Logo