Santos vence São Paulo e fica perto de garantir ida à final da Copa do Brasil
Foto: Divulgação/São Paulo

O Santos deu um grande passe para avançar à decisão da Copa do Brasil 2015. Favorito pelo bom futebol que vem apresentando nesta reta final de temporada, os alvinegros souberam aproveitas as oportunidades que tiveram diante do São Paulo no primeiro jogo das semifinais, marcado também por um apagão e uma forte chuva, realizado no Morumbi, em São Paulo, e venceram o embate por 3 a 1. Gabriel, Ricardo Oliveira e Marquinhos Gabriel foram os autores dos gols santistas, enquanto Alexandre Pato fez para o tricolor.

Com o resultado desta noite, o Santos constrói ótima vantagem para o confronto da volta e fica próximo de garantir a vaga na grande decisão da Copa do Brasil 2015, que será contra o vencedor de Palmeiras e Fluminense. No embate da volta. Os alvinegros poderão ser derrotados até por dois gols de diferença.

A partida de volta das semifinais será realizada na próxima quarta-feira (28). São Paulo e Santos vão se enfrentar na Vila Belmiro, em Santos. Antes, entretanto, os dois times vão entrar em campo pela Série A. Os tricolores terão um duelo no domingo (25), às 17h00 (de Brasília), com o Coritiba, no Couto Pereira, no Paraná, enquanto o Peixe joga no sábado (24), às 18h30 (de Brasília), diante do Figueirense, no Orlando Scarpelli, em Santa Catarina.

Etapa marcada por apagão e forte chuva, tem São Paulo superior e igualdade no placar

O jogo prometia começar a todo vapor, no entanto, os times sequer tiveram tempo de ensaiar alguma jogada, pois aconteceu um apagão logo com menos de um minuto de jogo. Depois de 22 minutos de espera, enfim, a bola voltou a rolar no Morumbi. O São Paulo chegou perigosamente aos cinco minutos, quando Luís Fabiano recebeu dentro da área e bateu com perigo para boa intervenção do goleiro Vanderlei.

Os tricolores começaram com tudo na busca por fazer uma forte pressão e abrir o marcador. O primeiro tento quase veio em cabeçada de Lucão, que aproveitou um lindo cruzamento de Ganso para mandar à esquerdo da meta alvinegra. Apesar disso, quem comemorou foi o time visitante. Aos 15 minutos, no primeiro ataque perigoso, Lucas Lima limpou a marcação, mas sofreu falta, porém, Daniel Guedes seguiu a jogada e deixou Gabriel na cara do gol. O atacante, apenas bateu na saída de Rogério Ceni e correu para o abraço.

A resposta do tricolor paulista veio no momento seguinte, com Paulo Henrique Ganso. Ele entrou na área, mas no momento do chute acabou caindo e ficou pedindo pênalti, mas o árbitro mandou seguir. Em seguida, Luís Fabiano recebeu na entrada da área e bateu com bastante perigo, no entanto, a bola passou muito perto da trave esquerda do gol defendido por Vanderlei.

Com o São Paulo melhor em campo, o empate passou a ser questão de tempo. E ele veio aos 26 minutos, quando Michel Bastos lançou a bola na área, Alexandre Pato dominou no peito, com bastante categoria, e bateu de bico para deixar tudo igual para delírio do torcedor tricolor. A defesa da casa é que não estava em grande dia, pois quase entregou o ouro instantes depois, mas o ataque santista não soube aproveitar. 

Não bastasse o apagão, uma chuva torrencial caiu no Morumbi e atrapalhou a pratica de bom futebol, além de impossibilitar em vários momentos a visão de quem estava fora de campo. Aos 42 minutos, Ganso teve a oportunidade de virar o duelo, contudo, acabou chutando para fora uma bola que recebeu livre na marca do pênalti. Assim, o primeiro tempo ficou no empate por 1 a 1.

Santistas conseguem dois gols logo no início e garantem triunfo

Para o segundo tempo, a chuva diminuiu bastante e os dois técnicos resolveram manter os mesmos jogadores da etapa inicial. Com a bola rolando, os visitantes não esperaram muito para comemorar. Em bola cruzada na área, Rogério Ceni saiu muito mal do gol, escorregou e a defesa ficou olhando o santista dominar a bola na entrada da pequena área e acionou Ricardo Oliveira, que não perdoou.

O Peixe voltou com tudo para a etapa final e aos cinco minutos ampliou a vantagem. Lucas Lima avançou pela direita de ataque e fez belo cruzamento para Marquinhos Gabriel, de cabeça, ampliar o marcador. Precisando diminuir o placar, o técnico Doriva resolveu modificar o sistema de jogo colocando três atacantes. Sendo assim, acionou Alan Kardec na vaga do meio-campista Michel Bastos.

Sem conseguir pressionar o adversário, Doriva resolveu arriscar tudo tirando o zagueiro Luiz Eduardo para colocar o atacante Centurión. Os tricolores quase diminuíram quando a bola foi cruzada na área, Alan Kardec subiu e cabeceou para o meio. Luís Fabiano apareceu livre, mas não conseguiu tocar na bola para balançar as redes. Rapidamente, Dorival Júnior tirou o atacante Gabriel e acionou o zagueiro Paulo Henrique.

Mesmo com a formação mais defensiva, o Santos não ficou até o final do confronto apenas se defendendo. Em uma das investidas no setor ofensivo, o Peixe quase transformou o resultado em goleada. Neto Berola dominou dentro da área e bateu forte. A bola foi na trave, pegou nas costas de Rogério Ceni e por muito pouco não entrou. Desta forma, o embate ficou no 3 a 1 favorável aos visitantes.

VAVEL Logo