Fábio relembra momentos de superação com Cruzeiro e pede foco diante do Avaí
(Foto: Washington Alves/Light Press)

No atual elenco do Cruzeiro, se tem alguém que já passou várias situações com a Raposa, é o goleiro Fábio. Defendendo a meta celeste em 661 partidas, o goleiro possui boas histórias para contar, inclusive, de superação, palavra esta que faz parte da temporada 2015 do time, após se reerguer de um primeiro turno catastrófico no Campeonato Brasileiro, atualmente, brigando por uma vaga no G-4 da competição, a seis pontos de distância do 4º colocado, Santos.

Fábio foi testemunha da "reviravolta de 2009", quando a equipe era comandada por Adilson Baptista. O comandante, na ocasião, preferiu priorizar a Copa Libertadores daquele ano, "abandonando" o primeiro turno do Brasileirão, porém, com o vice-campeonato da Raposa na competição continental, as atenções se voltaram para o Nacional, e com modificações no plantel, a equipe celeste saiu do incômodo Z-4, para alcançar o grupo dos quatro primeiros que consequentemente, conquistaram o acesso para a Libertadores do próximo ano.

"São situações um pouco parecidas, sabemos que cada uma tem a sua dificuldade. Aquele ano conseguimos uma recuperação boa. Dentro de todas as adversidades que tivemos, buscamos forças para crescer e entrar na pré-Libertadores do ano seguinte. A gente fez o nosso papel, que era obter as vitórias que precisávamos, e os outros resultados também nos favoreceram", relembrou.

Das seis rodadas restantes para o término do Brasileirão, o Cruzeiro possui confrontos com quatro adversários diretos por uma vaga no G-4: São Paulo (5º), Internacional (6º), Sport (7º) e Palmeiras (8º). Mas para Fábio, as atenções da equipe terão que ser voltadas primeiramente para o Avaí, adversário da Raposa do próximo sábado (31), quando se enfrentam às 19h30, na Ressacada. 

"Temos estes confrontos, mas não podemos esquecer deste jogo contra o Avaí, que também será fundamental. Partida difícil, pela situação do adversário dentro da tabela e por ser fora de casa. Temos que ter ciência dessa responsabilidade e da dificuldade que vamos encontrar em Florianópolis. Primeiro temos que vencer esse jogo e aí sim começar a pensar nos outros confrontos diretos com as equipes da parte de cima", salientou.

VAVEL Logo